Sobre o Cicinho:
Nome: Cícero João de Cézare

Apelido:
Cicinho (apelido que recebeu graças a sua estatura)

Cidade:
Pradópolis, no interior de São Paulo

Musica:
Sertaneja e Gospel

Paixões:
futebol e a pesca

Carreira:

   Escolinha - 1986
   Botafogo de Ribeirão Preto - 1994
   Clube Atlético Mineiro - 2001
   Botafogo do Rio de Janeiro – 2002
   Clube Atlético Mineiro 2003
   São Paulo Futebol Clube - 2004


Escolaridade:
2 ano do ensino médio

Posição:
Lateral-direito

Dinheiro:
Muito importante. Mas muito cuidado porque pode atrapalhar.

Frustração:
Contusão que tive na virilha enquanto jogava no Atlético – MG.

Mulher:
Minha mãe minhas sobrinhas

Homem:
Meu pai

Família:
Uma das principais causas por eu jogar futebol

Seleção:
O topo na carreira de um atleta

Medo:
De contusão

Tristeza:
Perder final de campeonato

Felicidade:
Ser campeão da Libertadores pelo São Paulo.

Cinema:
Com a namorada é ótimo

SPFC:
Só tenho a agradecer. Me recebeu de portas abertas e vou dar o retorno

Brasil:
Maravilhoso. Daqui, não saio nunca. Só para jogar na Europa e depois volto

Bebida
: Suco de Laranja

Diversão:
Pescar

Futebol:
Dom que Deus me deu


Sonho:
Vestir a camisa da seleção

Vitória:
Aceitar Jesus como meu Senhor e meu Salvador

Alegria:
Minha Família

Histórico:

- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004


Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis

Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Layout: DAC





Cicinho vira titular absoluto de Leão

Artilheiro e líder de assistências do São Paulo no Brasileiro, Cicinho já é comparado ao craque argentino. Lateral-direito marcou quatro gols nos últimos três jogos. E Leão, que chegou a cogitar mandar o ala para a reserva, nem pensa mais nisso
Artilheiro isolado do São Paulo no Campeonato Brasileiro e líder da equipe em número de assistências na competição, o lateral-direito Cicinho já começa a ser comparado – e apelidado pelos companheiros – de “Sorín Brasileiro”, pelas semelhanças que tem com o craque argentino que joga no Cruzeiro.

Sorín, ala como Cicinho, se destacou no futebol principalmente pela característica ofensiva. Quem assiste a um jogo do Cruzeiro ou da seleção da Argentina chega-se a surpreender com o número de vezes que o lateral está dentro da área finalizando um lance. E com Cicinho não vem sendo nada diferente...

Nos últimos três jogos, contando Brasileirão e Copa Sul-Americana, ele balançou as redes adversárias quatro vezes. Mas é na competição nacional que ele se destaca mais.

Cicinho é o artilheiro do time, com sete gols. No número de assistências, o segundo principal fundamento dos atacantes, ele também lidera, ao lado de Grafite, com cinco passes que resultaram em gol.

– O que me ajuda muito é o esquema tático. Com três zagueiros, sei que posso avançar sabendo que terei proteção lá atrás – explica.

E pensar que Cicinho quase virou reserva recentemente. Assim que o técnico Leão assumiu o lugar de Cuca, ele chegou a cogitar trocar Cicinho por Gabriel. Hoje, o treinador nem ousa mais pensar na hipótese.

– O Leão me dá liberdade para avançar, mas pede para eu nunca descuidar da marcação. Hoje, eu consigo atacar só “na boa”, sem me desgastar desnecessariamente.

Além de ser chamado de Sorín Brasileiro, foi no lateral argentino que ele também se espelhou para virar um ala-artilheiro. Em Sorín e em Mancini. Na época em que Cicinho jogou no futebol mineiro, foram esses os seus dois espelhos.

– Peguei muita coisa deles dois. Em 2002, eu era reserva do Mancini e ele foi artilheiro do Atlético com 15 gols naquele Brasileiro. Agora, pelo jeito, chegou a minha vez...


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h23
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho, o novo homem-gol do São Paulo
Com os dois gols marcados sobre o Paysandu, lateral chegou a sete gols e virou o artilheiro tricolor no Brasileiro
SÃO PAULO - Os dois gols marcados na goleada por 7 x 0 sobre o Paysandu, na última terça-feira, fizeram do lateral-direito Cicinho o principal artilheiro do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Ele chegou a sete gols na competição e superou Grafite, que também fez dois naquele jogo e tem seis gols no total.

Autor de quatro gols nos últimos três jogos, o lateral-artilheiro mantém os pés no chão e abre mão das responsabilidades de artilheiro. “Os gols eu deixo para os atacantes e os meias fazerem. Mas é claro que, se tiver a oportunidade, vou procurar fazer o gol e assim ajudar o São Paulo“, afirmou.

A cautela se justifica até pelas cobranças do técnico Leão, que, ao assumir o cargo, reclamou da postura tática de Cicinho. “É gostoso fazer gols, mas não posso me empolgar. Tenho outras funções em campo que são prioritárias“, ressaltou o lateral, que passou a se preocupar mais com a marcação desde a chegada do novo comandante.

O técnico, porém, não tirou a liberdade de Cicinho. Mas é fundamental estar em boa forma para atacar e defender com a mesma eficiência. “A intensa preparação física me faz chegar à frente inteiro, em condições de finalizar bem. Além disso, a confiança e a liberdade que o Leão me dá em campo também são motivos importantes para os gols saírem“, explicou.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h20
[ ] [ envie esta mensagem ]



Para Dona Dirce, o melhor jogo do filho
Mãe de Cicinho fala sobre a atuação do filho na vitória de 7x0 sobre o Payssandú na última 3ª Feira
Após a ótima atuação na goleada de 7 a 0 sobre o Paysandu, quando fez dois gols, Cicinho telefonou para os pais, que moram em Pradópolis, interior de São Paulo. Para a mãe, Dirce, foi o melhor jogo do filho.

– É engraçado, mas a minha mãe só acha que eu jogo bem quando faço gol. Aí, quando ela viu que eu marquei duas vezes numa mesma partida, coisa que nunca tinha feito antes, ficou toda emocionada – disse Cicinho


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h16
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho ouve Leão, apóia menos e vira artilheiro
Ala do Tricolor recebeu a recomendação de "atacar na hora certa"

São Paulo (SP) - Subir menos ao ataque. Por mais estranho que isso possa parecer, essa é a recomendação que tem feito o lateral Cicinho balançar as redes adversárias com mais freqüência. Artilheiro do São Paulo no Campeonato Brasileiro, com sete gols, ele explicou que tem dosado os avanços para ‘chegar mais inteiro’ ao campo ofensivo, o que o tem ajudado a concluir com mais eficiência.

’Estava apoiando muito e o Leão falou para eu ir na boa, já que acabava cansando à toa muitas vezes. Preparação física nunca foi problema, mas eu estava extrapolando. Ele chegou para mim e falou: ‘Você tem total liberdade para atacar, mas precisa saber a hora certa’. Atendi o pedido e tentei converter as oportunidades que apareceram’, afirmou o camisa dois.

Curtindo a fase de artilheiro, Cicinho contou que se lembra de cada um dos gols que marcou com a camisa do São Paulo. O atleta creditou o bom desempenho ofensivo do time aos treinos comandados por Leão nas últimas semanas, nos quais as finalizações foram praticadas à exaustão.

’As oportunidades vinham aparecendo, mas nós não estávamos conseguindo converter. Por isso, trabalhamos bastante chute a gol e o resultado veio contra o Paysandu’, completou o lateral, autor de dois gols na goleada de 7 a 0 sobre o Papão, na última terça-feira

Cicinho diz que seria mais fácil chegar à seleção atuando na Europa
Alegando que o futebol brasileiro está desvalorizado, o artilheiro do Tricolor no Brasileirão fala que o caminho mais curto para a Seleção Brasileira é a Europa
Artilheiro do São Paulo no Campeonato Brasileiro-2004, com sete gols, e destaque do time na competição, o lateral-direito Cicinho disse nesta quarta-feira que, caso atuasse no futebol europeu, teria mais chances de ser convocado para a seleção brasileira.

Na goleada por 7 a 0 sobre o Paysandu, na terça-feira, Cicinho marcou dois gols. "O futebol brasileiro está um pouco desvalorizado, a gente tem que reconhecer isso. Por isso, acho que é mais fácil ser lembrado jogando na Europa. Seria bom se outros jogadores que atuam aqui [no Brasil] fossem convocados", disse o jogador, em entrevista à rádio Globo.

Cicinho no entanto lembrou que seu ex-companheiro de clube, o atacante Luis Fabiano, atualmente no Porto, de Portugal, era chamado pelo técnico Carlos Alberto Parreira mesmo atuando no São Paulo.

Parreira convocou 22 jogadores para as partidas contra a Venezuela, dia 9, em Maracaibo, e com a Colômbia, no dia 13, em Maceió, pelas eliminatórias da Copa-2006. Apenas dois atletas atuam no Brasil: o goleiro Júlio César (Flamengo) e o volante Magrão (Palmeiras).

Magrão só foi convocado na terça para o lugar de Gilberto Silva, do Arsenal de Londres, que está machucado.

Depois de golear o Paysandu, o São Paulo chegou aos 53 pontos na tabela de classificação, buscando vaga na Libertadores-2005. No próximo sábado, enfrentará o Palmeiras, no clássico paulista da rodada do Nacional.

O atacante Grafite, que também marcou duas vezes e foi o destaque na vitória contra o Paysandu, ganhou uma trégua da torcida, mas sabe que precisa manter o nível.

"A tranqüilidade vai durar até o próximo jogo. Caso eu não marque gols ou não jogue bem, serei cobrado", reconheceu.

Cicinho credita bom desempenho ao preparo físico
Mini entrevista com Cicinho
Destaque tricolor neste Brasileirão, Cicinho credita o seu bom desempenho ao preparo e à liberdade. Mas não promete mais gols.

LANCE!) Como explicar o fato de um lateral-direito ser o principal artilheiro do time?

Cicinho: O esquema dá liberdade e o preparo físico é fundamental. Mesmo avançando o jogo todo, chego ao fim sem estar cansado. Uso a velocidade, mas só “na boa”.

L!) Mas até que ponto esse negócio de artilharia te seduz?

C: Olhar a tabela e ver seu nome na frente dos atacantes... É uma novidade para mim e estou gostando desse momento.

L!) Mas acha que será uma constante ou vai passar?

C: Não posso prometer gol. Nem entro em campo pensando nisso.

 



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 13h39
[ ] [ envie esta mensagem ]



São Paulo aplica maior goleada do Brasileião

MBPress
Em São Paulo

Nada melhor do que uma goleada (a maior do Campeonato Brasileiro) para espantar o princípio de crise no São Paulo. Na noite desta terça-feira, no estádio do Morumbi, a equipe tricolor bateu o Paysandu por 7 a 0 e reencontrou a vitória após três rodadas. Esta foi também a maior vantagem conquistada pelo time nesta temporada.

Com o resultado, a equipe paulista chega a 53 pontos e assume, provisoriamente, a quarta colocação na tabela de classificação. Todos os seus concorrentes diretos por uma vaga na Copa Libertadores da América jogam nesta quarta-feira.

Além disso, a equipe do técnico Emerson Leão, que conquistou sua segunda vitória no comando do São Paulo, voltou a vencer como mandante, o que não acontecia havia quatro jogos (três empates e uma derrota).

Destaques positivos do São Paulo na goleada sobre a equipe paraense foram o lateral-direito Cicinho, autor de dois gols, e o atacante Grafite, que marcou um e deu duas assistências. O homem de frente, inclusive, voltou a ser ovacionado pela torcida, o que não acontecia havia muito tempo.

Se para o time paulista, a goleada foi boa para espantar a crise, para o Paysandu foi a pior maneira de encerrar uma seqüência de seis rodadas de invencibilidade. Com o resultado, os paraenses pararam boa ascensão e permaneceram na 14ª colocação com 42 pontos.

No próximo sábado, na 34ª rodada do Brasileirão, o São Paulo enfrenta o rival Palmeiras, às 16h, no estádio do Morumbi, na capital paulista. O Paysandu, por sua vez, joga com o Vitória, às 17h, no Barradão, em Salvador.

O jogo
Com a pressão por uma vitória sobre os seus ombros, o São Paulo começou a partida desta noite de maneira apática. Melhor para o Paysandu, que aproveitou para atacar com mais ousadia do que costuma quando é visitante.

Tanto que logo no primeiro minuto o goleiro Rogério Ceni foi obrigado a realizar boa defesa. Após bom lançamento de Bebeto Campos, o lateral-direito Maurinho cabeceou para o meio da área e antes mesmo que Vinicius finalizasse o são-paulino se atirou na bola.

No lance seguinte, os donos da casa tiveram boa oportunidade, mas faltou eficiência. O meia Danilo passou por três marcadores no meio-de-campo e lançou em profundidade para Cicinho, que não conseguiu dominar e viu a bola ficar nos braços do goleiro Paulo Musse.

E o Paysandu continuou arriscando. E desta vez de fora da área. Aos 6min, o atacante Leonardo ajeitou para Alexandre Pinho, que chutou de primeiro por cima do gol de Rogério Ceni, que apenas acompanhou a saída da bola.

Depois dessa rápida dominação da equipe paraense, o São Paulo resolveu atender ao pedido do técnico Emerson Leão: criar mais oportunidades de gol. Aos 8min, por exemplo, Junior lançou Grafite na esquerda e ele ajeitou para Renan, que chutou em cima de Paulo Musse.

Apesar disso, o time tricolor não conseguia se infiltrar na área adversária e sua principal arma eram os chutes de longa distância. Ora com o meia Danilo, ora com o volante Renan.

Aos 20min, porém, o São Paulo conseguiu encaixar uma boa jogada de contra-ataque. Danilo fez bom lançamento para Grafite na esquerda, o atacante dominou a bola e tentou encobrir Paulo Musse, que se esticou todo para desviar para escanteio.

Sete minutos depois, o meia Danilo apareceu mais uma vez. Só que nesta oportunidade foi ele quem finalizou. O são-paulino arriscou de fora da área e obrigou o goleiro adversário a fazer boa defesa no ângulo direito.

A soberania tricolor foi confirmada aos 30min, quando Nildo tabelou com o lateral-esquerdo Junior e ajeitou para Cicinho chutar de dentro da área e abrir o placar para o São Paulo. Foi o sexto gol do ala no Nacional, o que o tornou o artilheiro da equipe no certame.

Aproveitando com eficiência o bom momento, a equipe do técnico Emerson Leão ampliou aos 34min. O meia Danilo roubou a bola na esquerda e acertou bom passe para Grafite, que cruzou para o meio da área, de onde Nildo desviou para o fundo do gol.

Com boa vantagem no placar, o São Paulo diminuiu um pouco o seu ritmo e deu mais espaços para o Paysandu, que não soube aproveitá-los de maneira eficaz.

No segundo tempo, o técnico Emerson Leão não fez alterações na equipe tricolor. No Paysandu, no entanto, o treinador Adilson Batista tirou o volante Sandro e escalou o atacante Balão, de maneira que o time bicolor passou a jogar com três homens de frente.

O plano de reação da equipe paraense, porém, foi por água abaixo. Aos 8min, o atacante Grafite avançou com rapidez pela direita, deu um drible da vaca no zagueiro Denis e tocou, com categoria, na saída do goleiro Paulo Musse.

Mais solto do que nas partidas anteriores, o São Paulo continuou no ataque e não demorou para chegar ao quarto gol. Aos 14min, Grafite fez boa jogada pela esquerda e tocou para o meio da área. Cicinho apareceu pelo meio, deixou um zagueiro para trás e chutou cruzado.

A vantagem tricolor só não aumentou aos 21min porque Grafite perdeu um gol incrível. O lateral-esquerdo Junior avançou pela esquerda e cruzou para o atacante, que, com o gol vazio, acertou o travessão.

Aos 26min, no entanto, Grafite deu grande auxílio ao quinto gol são-paulino. Após cobrança de escanteio de Jean da direita, a zaga falhou e Grafite chutou cruzado, para o zagueiro Fabão completar de cabeça em cima da linha.

O São Paulo ainda encontrou tempo para aumentar sua maior goleada na temporada. Aos 31min, meia Souza, que tinha acabado de entrar no lugar de Danilo, cortou um zagueiro na área e chutou no canto alto esquerdo de Paulo Musse.

E para quem achava que o placar não seria mais alterado, o atacante Jean apareceu para marcar o sétimo gol e confirmar, agora, a maior goleada do Brasileirão. Aos 37min, o jogador aproveitou rebote do chute de Grafite e desviou para o gol vazio.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Rodrigo e Diego Lugano; Cicinho, Renan, César Sampaio (Ramalho), Danilo (Souza) e Júnior; Nildo (Jean) e Grafite
Técnico: Emerson Leão

PAYSANDU
Paulo Musse, Alex Pinho, Júlio Santos (Jairo) e Denis; Maurinho, Sandro (Balão), Alexandre Pinho, Bebeto Campos e Alonso; Vinícius (Adrianinho) e Leonardo
Técnico: Adilson Batista

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Elvecio Zequetto (MS)
Assistentes: Paulo César de Freitas e Ivanilton da Silveira (ambos do MS)
Cartões amarelos:
Gols: Cicinho, aos 30min, e Nildo, aos 34min do primeiro tempo; Grafite, aos 8min, e Cicinho, aos 14min, Fabão, aos 26min, Souza, aos 31min, e Jean, aos 37min do segundo tempo



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h32
[ ] [ envie esta mensagem ]



Treino de hoje : 27/09/04



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h34
[ ] [ envie esta mensagem ]



Apesar da fase, Cicinho diz que São Paulo ainda sonha com o título
Folha SP da Folha Online
Apesar de alguns jogadores terem dado declarações dizendo que o principal objetivo do São Paulo agora no Campeonato Brasileiro é buscar uma vaga na Taça Libertadores-05, o lateral-direito Cicinho afirmou nesta segunda que ainda sonha com o título.

"Estamos a 11 pontos dos líderes. O que temos que fazer é o nosso dever e torcer pelo tropeço dos outros. O São Paulo está pensando no título", disse o jogador, em entrevista à rádio Globo.

No sábado, a equipe do Morumbi perdeu para o Grêmio por 2 a 1, em Porto Alegre. Sem vencer há três rodadas, o time é apenas o nono colocado, com 50 pontos. Santos e Atlético-PR somam 61.

Desde a chegada do técnico Emerson Leão, o clube soma quatro empates, uma derrota e apenas uma vitória --contando também jogos pela Copa Sul-Americana.

"É chato o momento que estamos passando, mas estamos tranqüilos. Já vivemos momentos assim e demos a volta por cima", lembrou Cicinho.

Nesta terça-feira, o São Paulo recebe o Paysandu, no Morumbi. No próximo sábado, faz clássico com o Palmeiras.

"Jogando em casa, temos que fazer valer nossa força e o mando de jogo. Essas duas partidas são muito importantes. Temos que voltar a vencer para continuar somando e subindo [na tabela]. Demos uma estacionada", analisou o lateral-direito.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h32
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho já é o artilheiro do São Paulo
26/09 - 19h34

Considerando o atual elenco tricolor, o ala é o atleta com o maior número de gols no ano. Na mesma semana, Cicinho marcou gol na Sul-Americana e no Brasileiro

Dois gols marcados em uma semana – um contra o São Caetano pela Copa Sul-Americana e outro diante do Grêmio no Campeonato Brasileiro – deixaram Cicinho numa posição que ele não está acostumado, a de artilheiro do time. Considerando os jogadores do atual elenco, o lateral-direito é o atleta são-paulino com o maior número de gols na temporada.

Cicinho balançou as redes adversárias por sete vezes em 2004. No ano, só Luís Fabiano, com 21, e Gustavo Nery, com sete, fariam frente para o lateral. Porém, os dois não estão mais no clube. Fabuloso foi para Portugal jogar no Porto e Gustavo, para a Alemanha, defender o Werder Bremen.

– O objetivo é sempre fazer os gols. O professor (Leão) me dá essa liberdade para avançar e tentar as finalizações. Eu tento aproveitar os espaços, subir ao ataque e chegar até a área – explicou Cicinho.

Além da marca de artilheiro do ano, Cicinho também já é um dos maiores goleadores do São Paulo neste Campeonato Brasileiro. Com cinco gols, ele empatou com Danilo e Luís Fabiano na artilharia.

Cicinho vem se destacando num momento em que o elenco sente a fragilidade do grupo, principalmente no setor do ataque.

– Não temos peças para repor. Não existe. Tanto que ofensivamente outros jogadores estão aparecendo – admitiu o técnico Leão.



Fonte: LANCEPRESS!



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 20h49
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho reclama da apatia fora de casa
LANCEPRESS!
O lateral-direito Cicinho deixou o Olímpico revoltado com a nova derrota do São Paulo fora de casa. Ele não entende como a equipe não consegue encontrar o seu futebol longe do Morumbi.

– Jogamos bem e perdemos de novo. Já está ficando chato essa situação – , chia Cicinho, exigindo que o time faça o dever de casa no próximo jogo.

– Temos a obrigação de vencer o Paysandu, terça-feira, no Morumbi.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 20h48
[ ] [ envie esta mensagem ]



 ** Jogo do dia 22/09/04 - Sul Americana **



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h22
[ ] [ envie esta mensagem ]



 Cicinho atacante??

"Eu jogava de atacante no Botafogo de Ribeirão Preto. Na Copa São Paulo de Juniores de 1999, fiz dois gols e fui o artilheiro da equipe", afirma o lateral.

"Hoje meu negócio é marcar, mas não terei problemas em voltar a atuar dessa forma", completa.

Fonte: http://tudoparana.globo.com/esportes/controle/impressao.phtml?id=34960



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h16
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho comenta a morte do torcedor São-Paulino

Nesta terça-feira, no CCT da Barra Funda, o lateral-direito Cicinho  lamentou bastante ao tomar conhecimento do ocorrido. "É uma situação muito triste. Os torcedores vão lá. Fazem uma festa bonita e, depois do clássico, acontece isso. É difícil aceitar que algumas pessoas vão  ao jogo com intuito de brigar", afirmou.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 11h59
[ ] [ envie esta mensagem ]



São Paulo (SP) - Depois de fazer o coletivo todo no time reserva, nesta terça-feira, o lateral Cicinho teve de dividir suas atenções entre os comentários sobre sua disputa com o companheiro Gabriel e o Fusca vermelho, ano 95, que estava estacionado no CCT.
A relíquia é o xodó do lateral-direito, que colocou bancos de couro vermelho, instalou rodas de liga leve, um DVD e até mandou gravar seu nome nos tapetes do carro. A responsável pelo presente foi sua irmã Lindaci, que ganhou o carro em um sorteio em Araraquara.

“O pior é que era um Bingo do Palmeiras, mas pelo menos o carro é preto e vermelho”, brincou Cicinho, que se orgulha da força de seu ‘possante’. “O motor é 1.6. Meu pai veio rapidinho de Pradópolis até aqui. Meu outro carro é um Audi, mas este aqui é que é o fera”, afirmou Cicinho.

Enquanto o jogador mostrava seu Fuscão, Emerson Leão explicava porque alguns jogadores do elenco não poderão permanecer no time titular quando o esquema tático for mudado para o 4-4-2.

Teorizando sobre o assunto, o treinador se entregou às reminiscências e curiosamente lembrou dos tempos em que atuava como goleiro no Palmeiras e contava com a proteção do zagueiro Beto Fuscão. “Ele não tinha muita técnica, mas era rápido e um ótimo rebatedor. Ele me ajudava quando os laterais desciam para o ataque e voltavam de táxi”, brincou.

Para não perder o lugar no time titular, Cicinho terá de incorporar este espírito. Atacar da mesma forma com que chamou atenção no primeiro semestre, mas sem se descuidar da defesa. Nesta quarta-feira, contra o São Caetano, o lateral deve ser mantido na equipe.

“O Cicinho se destacou muito este ano. Por isso, cobramos um alto desempenho dele. Nem sempre isso é possível”, disse Leão, negando mais uma vez ter qualquer restrição pessoal com o camisa 2 do Tricolor.

por Raul F. Drewnick



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 11h45
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho faz gol e ganha elogio de Leão

 

Lateral, que vinha sendo substituído por Gabriel nos últimos jogos do São Paulo, marcou para o tricolor no Morumbi.

MBPress

SÃO PAULO - Gol e boa atuação. Essa foi a resposta do lateral-direito Cicinho, do São Paulo, às especulações de que perderia a condição de titular do tricolor paulista. Nesta quarta, o jogador ajudou sua equipe a eliminar o São Caetano da Copa Sul-Americana.

Cicinho marcou aos 20min do primeiro tempo. Mais tarde, Serginho empatou para o time do ABC. A classificação do São Paulo foi confirmada nos pênaltis. "Fui premiado com esse gol e o São Paulo saiu classificado", disse Cicinho.

Desde a chegada do técnico Emerson Leão ao São Paulo, o jogador tem convivido com a insegurança. Cicinho foi substituído por Gabriel em algumas partidas. Mais que isso, o treinador são-paulino elogiou seu concorrente em várias oportunidades.

Leão, porém, nega que Cicinho teve sua posição no time titular do São Paulo ameaçada. "Em nenhum momento ninguém ouviu da minha boca comentário do Cicinho, mas ouvi de muitas bocas", comentou.

O lateral também procura mostrar bom entrosamento com o treinador. "Nunca me senti como um reserva ou titular. Sou um jogador do São Paulo sujeito a tudo. Tenho consciência de quem tenho feito meu melhor trabalho", explicou.

Cicinho também diz que aceitaria a reserva. "Saí em algumas partidas, não gostei mas em momento algum desrespeitei a opinião do treinador. Conversei com o Gabriel explicando que se eu não jogasse iria torcer por ele", garantiu.

Bola desviada
No lance do gol são-paulino, Cicinho chutou já de dentro da área. A bola desviou na zaga do São Caetano e entrou. Segundo o técnico Emerson Leão, o jogador precisa ser mais artilheiro.

"O Cicinho tem que ter um pouco mais de feeling para o gol. Todo mundo fala que o Cicinho só faz gol quando bate em alguém", comentou o treinador, que aprovou a atuação de seu camisa dois. "Não foi perfeito, mas foi muito bom", disse.

O jogador diz que nem viu em quem a bola desviou antes de entrar. "Eu não cheguei a ver em quem desviou, só vi entrando", terminou.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 11h41
[ ] [ envie esta mensagem ]





- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h48
[ ] [ envie esta mensagem ]



Substituído, Cicinho recebe elogios

  Em quatro jogos com Leão, lateral saiu de campo duas vezes. Mas o comandante garante prestígio do jogador
SÃO PAULO - Cicinho nunca havia sido substituído por opção técnica. Contratado pelo São Paulo no início do ano, o camisa 2 se consolidou como um dos maiores destaques do time desde a saíde de Luís Fabiano e Gustavo Nery.

No entanto, desde a chegada de Emerson Leão ao Morumbi, a situação de Cicinho mudou. Nos quatro jogos com o treinador, o lateral-direito foi substituído duas vezes por Gabriel. A segunda aconteceu neste domingo, no clássico com o Corinthians.

Para Leão, porém, a situação de Cicinho é normal e não há necessidade de explicações. "Não preciso falar nada sobre ele. É um excelente jogador e não precisa provar qualidade", sentenciou o comandante tricolor.

O treinador procurou afastar a polêmica e não quer mais falar sobre a saída de Cicinho. "Ele é um grande jogador, mas os grandes jogadores também são substituídos. No último jogo do Barcelona, o técnico tirou o Ronaldinho Gaúcho. E isso não diminui o talento dele".

Com a entrada de Gabriel, Leão tentou dar mais ofensividade ao São Paulo. "O empate não foi ruim. Taticamente, fizemos uma grande partida. Só que eu não queria só um bom placar. Queria que os jogadores saíssem de campo com um sorriso no rosto. Por isso, tentei ousar. Fiz uma fumaça ofensiva, mas não tive os resultados esperados".


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h14
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho em paz com Leão
17/09 - 22h46

Após correr o risco de perder a posição de titular no São Paulo para Gabriel, o lateral Cicinho está confirmado para o clássico de domingo contra o Corinthians e disse que não há problema algum do relacionamento dele com o técnico Leão.

- Nunca houve nenhuma inimizade e desconfiança entre eu e Leão. Eu não estava apresentando o que ele queria dentro de campo, mas já contra o São Caetano melhorei bastante - afirmou Cicinho, que antes de vir para o Tricolor havia sido procurado pelo Santos de Leão, mas optou pelo clube do Morumbi.

- Na época optei pelo São Paulo, que era o melhor para mim, mas não teve nada a ver com o Leão - lembrou o lateral são-paulino, que espera um grande clássico, principalmente com a força do São Paulo pelas alas, pois a estréia de Júnior está confirmada.

- Tem tudo para ser um grande clássico. Contamos com o avanço dos laterais, sim, porque é o que o Leão está pedindo - concluiu Cicinho.



Fonte: LANCEPRESS!


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 17h10
[ ] [ envie esta mensagem ]



Terror dos gandulas, Cicinho encontra a tranqüilidade
16/09 - 22h46

São Paulo (SP) - Depois de ouvir críticas públicas de Emerson Leão nas últimas semanas, Cicinho recuperou a calma no São Paulo. Apesar do bom momento do reserva Gabriel, o lateral-direito recebeu elogios do treinador e até se divertiu ao comentar a morosa atuação dos gandulas do São Caetano, quarta-feira, no Anacleto Campanella.
“Eu nunca perdi a tranqüilidade, mas, na quarta-feira, consegui jogar melhor e entrar mais na área quando a bola estava no setor esquerdo”, disse Cicinho, que agradou Leão. “Nunca falei que ele estava ameaçado. Acho que ele teve uma evolução no apoio ao ataque”, afirmou o treinador.

Confirmado para o clássico do próximo domingo, contra o Corinthians, Cicinho contou com bom humor sobre seu bate-boca com um dos gandulas do Anacleto Campanella, que retardou demais a reposição de bola durante o primeiro tempo.

Depois de ser ofendido pelo rapaz, Cicinho deu um chute forte na bola em sua direção. “Eu queria dar um susto nele porque ele estava muito folgado. Ele estava atento e mostrou ser um bom goleiro”, brincou Cicinho, que espera não ter problemas com os gandulas do Corinthians, domingo, no Morumbi. O mando é do time de Parque São Jorge.


Fonte: GAZETA ESPORTIVA


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



São Paulo ataca pelas pontas

Com Cicinho e Júnior nas alas, Leão quer agressividade.

No clássico deste domingo, contra o Corinthians, no Morumbi, o São Paulo terá muita agressividade pelas laterais do campo, já que o técnico Emerson Leão quer compensar a 'ausência'  de um meia ao lado de Danilo, aproveitando a ofensividade de Cicinho e Júnior.

O treinador explicou sua estratégia para transformar os alas em armadores. "Quero que o ala seja o quarto homem do meio-campo, um de cada vez", disse, tentando adequar o esquema com três zagueiros ao de sua preferência, com dois armadores.

Leão garante que se o time for equilibrado, não ficará exposto aos contra-ataques. "Temos que ser ofensivos, mas organizados. Não adianta ter um bando correndo sem destino", avisa. "Mas não quero jogador robotizado também, fazendo só o trivial. Tem que ter muita movimentação nos setores", completa.

Os laterais gostaram do sistema, pois poderão utilizar o que oferecem de melhor. "Sempre gostei de avançar e com essa proteção poderei ajudar o ataque", diz Cicinho.

Júnior lembra que está acostumado aos dois esquemas. "Já joguei tanto com três zagueiros e dois alas, como também com duas linhas de quatro. Como o Leão quiser estarei pronto", avisou.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h07
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho em paz com Leão

Lance.net Cicinho segue como titular da ala direita
Após correr o risco de perder a posição de titular no São Paulo para Gabriel, o lateral Cicinho está confirmado para o clássico de domingo contra o Corinthians e disse que não há problema algum do relacionamento dele com o técnico Leão.

- Nunca houve nenhuma inimizade e desconfiança entre eu e Leão. Eu não estava apresentando o que ele queria dentro de campo, mas já contra o São Caetano melhorei bastante - afirmou Cicinho, que antes de vir para o Tricolor havia sido procurado pelo Santos de Leão, mas optou pelo clube do Morumbi.

- Na época optei pelo São Paulo, que era o melhor para mim, mas não teve nada a ver com o Leão - lembrou o lateral são-paulino, que espera um grande clássico, principalmente com a força do São Paulo pelas alas, pois a estréia de Júnior está confirmada.

- Tem tudo para ser um grande clássico. Contamos com o avanço dos laterais, sim, porque é o que o Leão está pedindo - concluiu Cicinho


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h04
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho ainda é titular no São Paulo

 

Agência SPNet Fonte: Futebol Interior
O lateral Cicinho foi confirmado como titular do São Paulo para a partida de domingo, contra o Corinthians, no Morumbi.

Cicinho chegou a estar ameaçado de perder o lugar depois da partida contra o Cruzeiro, quando foi substituído por Gabriel. Para continuar como titular, Cicinho resolveu atender o pedido do técnico Emerson Leão, que queria o lateral afunilando mais o jogo pelo meio.

O São Paulo está em quinto lugar, com 49 pontos e quer vencer o primeiro clássico no ano.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h02
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho: "Vencemos a arbitragem e o gramado ruim"


O lateral-direito Cicinho considerou o empate em 1 a 1 com o São Caetano, na última quarta-feira, como uma vitória para o São Paulo. A explicação do são-paulino é que o Tricolor teve que jogar contra o gramado ruim do estádio Anacleto Campanella, além de sofrer com a má arbitragem de Sílvia Regina.

- Ela acompanhou as jogadas de longe, inverteu marcações e cartões. Ficou difícil assim, mas vencemos a arbitragem, o gramado ruim, e ainda saímos com um empate de lá - lembrou Cicinho, que novamente não fez um bom jogo sob o comando de Emerson Leão e pode perder a posição para Gabriel.

Notícia:      http://noticiastricolor.zip.net



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h55
[ ] [ envie esta mensagem ]



Briga por vaga no São Paulo agrada Cicinho

Placar Para o lateral-direito, disputa com Gabriel pela posição de titular é benéfica à equipe.
SÃO PAULO - Engana-se quem pensa que o lateral-direito Cicinho se incomoda com a concorrência por uma vaga de titular na equipe do São Paulo. Segundo ele, a disputa com Gabriel pela posição só mostra a qualidade do elenco tricolor, que se fortalece com a briga por posições.

“O São Paulo é uma equipe grande, que tem concorrência a todo momento. Eu estou bem, o Gabriel tem entrado bem e mostra que também tem condições. Isso ajuda a fortalecer o grupo“, analisou o lateral. “Eu e o Gabriel estamos felizes, porque isso mostra a qualidade do elenco“, prosseguiu.

No jogo contra o Cruzeiro, no sábado, o técnico Emerson Leão não ficou satisfeito com a atuação de Cicinho, substituído por Gabriel aos 10 minutos do segundo tempo. “O Cicinho não entendeu o que eu pedi“, reclamou o treinador. Apesar da insatisfação, ele manteve o titular para o jogo contra o São Caetano, nesta quarta-feira, pela Copa Sul-Americana.

Além do apoio de Leão, Cicinho espera a colaboração da torcida para que o time se acerte. “Contamos com o apoio da torcida, mas temos que voltar a jogar um bom futebol para convencer o torcedor“, admitiu. “O São Paulo é uma equipe muito grande, e os torcedores estão acostumados a comemorar títulos. Temos que dar isso a eles“, completou.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 13h02
[ ] [ envie esta mensagem ]



Leão aprova Cicinho e o limitado Tricolor

Agência Estado “Mostramos muita vontade e buscamos sempre o gol" disse Leão.
São Paulo (SP) - O jogo de ida pela Copa Sul-Americana foi feio e truncado, nesta quarta-feira, no ABC. No segundo tempo, em desvantagem no placar, o São Paulo conseguiu melhorar, empatou o confronto e pressionou o São Caetano. Após a sua terceira partida no comando do Tricolor, seu segundo empate, Emerson Leão fez uma avaliação boa do rendimento da equipe tricolor.

“Falta muita coisa para o São Paulo, mas sabemos que não vamos ter outros reforços. Portanto, vamos buscar o máximo de aproveitamento e motivação com o que temos”, disse Leão, respondendo às palavras do presidente Marcelo Portugal Gouvêa, que já avisou que não vai contratar mais ninguém, apesar dos pedidos do treinador.

Ciente da falta de talentos em seu elenco, Leão conseguiu ver positivamente o empate (1 a 1) com o São Caetano, que deixou a decisão da vaga para quarta-feira que vem, no Morumbi.

“Mostramos muita vontade e buscamos sempre o gol. Hoje repetimos tudo isso das outras partidas e com alguma evolução. Nosso time sabe que tem limites e que, às vezes, a técnica vai faltar. Por isso, precisamos de muita raça e companheirismo”, afirmou o treinador.

Leão também disse ter visto evolução no trabalho feito por Cicinho no apoio e, por isso, não o substituiu desta vez. Para ganhar mais poder de ataque no segundo tempo, o técnico tirou Jean e escalou o venezuelano Rondón.

“O jogo foi entre duas equipes que marcam muito e marcam bem. Normal que tenha sido assim. Por isso, optei pelo Rondón e não pelo Tardelli. Precisávamos mais de garra e força física do que refinamento técnico”, explicou o treinador, que reclamou do estado ruim do gramado do Anacleto Campanella.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 13h01
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho espera fazer boa dupla com Júnior



Com a chegada do lateral-esquerdo Júnior, o São Paulo fica com jogadas muito fortes pelas alas. O outro lateral são-paulino, Cicinho, então, mesmo atuando do outro lado do campo, já espera fazer uma boa dupla com Júnior no Tricolor.

- O Júnior tem características parecidas com as minhas, principalmente no ataque. Ele pode nos ajudar muito, mas quem sabe a maneira que vamos jogar é o treinador - disse Cicinho, um dos principais jogadores do São Paulo, mas que com a chegada de Leão ainda corre o risco de perder a posição para Gabriel.

 

 

Emerson Leão repete time pela primeira vez


Leão vai fazer seu terceiro jogo à frente do São Paulo nesta terça-feira contra o São Caetano, pela Copa Sul-Americana. Embora o número de partidas seja pequeno, ele vai conseguir uma coisa que o antecessor Cuca tentou, nas não conseguiu neste segundo semestre: repetir a mesma escalação em dois jogos consecutivos do clube.

O lateral-direito Cicinho, que temia perder a vaga para Gabriel, será mantido no time, assim como o atacante Grafite, vaiado no sábado. A única alteração poderia ser a entrada do goleiro Roger, na vaga de Rogério Ceni, com uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda.

Após o treino desta terça, Leão confirmou que no Anacleto Campanella o Tricolor terá a mesma formação do empate (0 a 0), com o Cruzeiro.

– Quanto mais eu puder repetir o time melhor. O importante é evoluirmos com a seqüência. Estou gostando muito da dedicação e da vontade de acertar do elenco. Falta só mais confiança nas finalizações – afirmou o técnico Emerson Leão.

– Essa repetição da equipe nos ajuda a adquirir conjunto. Com tantas mudanças, ficava difícil o time encontrar um padrão. Cada jogo era uma formação diferente – falou o volante César Sampaio.

A maior dificuldade encontrada por Cuca foi o excesso de cartões do time. Assim que assumiu, Leão exigiu que as advertências diminuíssem.

Além disso, os jogadores tiveram algumas reuniões com a diretoria, onde ficou estipulado que eles seriam multados em parte do salário, quando fossem expulsos ou recebessem algum cartão considerado desnecessário.

As broncas deram certo. O Sampa, com 98 cartões, não é o clube mais violento do Brasileiro. A Ponte Preta é a recordista: 101 no total.

 

 



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 21h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



Leão confirma Ceni e Cicinho contra o São Caetano
Lance.net Rogério está confirmado também
O técnico Emerson Leão confirmou o time do São Paulo que enfrenta o São Caetano, quarta-feira, no estádio Anacleto Campanella, na estréia da equipe na Copa Sul-Americana.

O goleiro Rogério Ceni não treinou no coletivo desta terça-feira no CCT da Barra Funda, mas segundo o treinador, está recuperado de uma lesão no músculo adutor da coxa direita e vai jogar.

Cicinho também está confirmado. O jogador, que não teve boa atuação no empate sem gols contra o Cruzeiro, afirmou que temia perder a vaga no time titular para Gabriel.

- Joga o mesmo time que enfrentou o Cruzeiro, inclusive o Rogério – confirmou o treinador.

Assim, o São Paulo está escalado com Rogério Ceni; Lugano, Rodrigo e Fabão; Cicinho, Alê, Sampaio, Danilo e Fábio Santos; Grafite e Jean.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h38
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho teme perder vaga de titular para Gabriel

Lance.net O lateral-direito Cicinho está preocupado com a possibilidade de perder a vaga de titular para Gabriel nos próximos jogos do São Paulo.
Depois de ter sido substituído pela segunda vez neste Campeonato Brasileiro (a anterior havia sido na estréia contra o Atlético-PR), ele adota o discurso de respeito para definir sua situação no time. E procura pensar positivamente.

– Correr risco de perder o lugar, todo mundo corre. Fui substituído, mas tenho que pensar em jogar. O Leão dá condições para todos – afirmou o lateral.

Para Cicinho, o bom retrospecto nos jogos anteriores do São Paulo não significaram em momento algum para ele que a camisa de titular estivesse totalmente garantida.

– Isso não é a primeira vez nem será a última. Tentei fazer o que ele pediu. Na parte defensiva ele elogiou a todos, mas reclamou da parte ofensiva – disse o jogador, lembrando do que o técnico Emerson Leão disse a todos na reapresentação do time.

Sobre a possibilidade de ser sacado do time já no jogo de quarta-feira, contra o São Caetano, pela Sul-Americana, Cicinho diz não acreditar que isso possa acontecer. Afinal, ele procura lembrar que, no geral, sempre fez bom jogos com a camisa Sampa.

– Não acredito porque o treinador foi técnico de Seleção, sabe ser justo e vai fazer justiça – afirmou.

A única reclamação, porém, é quanto ao seu posicionamento. Ele diz que jogar no meio não é ideal.

– Jogo onde o treinador quiser e fui ala no último jogo. Só que a defesa fica prejudicada – completou.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h29
[ ] [ envie esta mensagem ]



13/09/2004 14:06

Ameaçado, Cicinho pede concentração na Sul-Americana

GE.Net Lateral pode perder posição para Gabriel que agradou ao técnico Leão
São Paulo (SP) - Depois de ter recebido críticas do técnico Emerson Leão, Cicinho continua preocupado com a possibilidade de perder a posição para Gabriel, mas foi mais ameno com as palavras nesta segunda-feira. O jogador admitiu não ter jogado muito bem no sábado e pediu concentração também na Copa Sul-Americana, competição em que o São Paulo estréia na próxima quarta-feira, no Anacleto Campanella.
“Com o clássico no domingo, fica difícil esquecer o Brasileiro. Acho que todos os atletas devem atuar porque os jogos não estão muito cansativos e também temos um jogo difícil contra o São Caetano fora de casa”, disse o lateral direito, que não acredita que Leão escale um time misto no ABC.

Querido pela torcida e pela diretoria, Cicinho também não acredita que esteja sendo vítima do momento de transição pelo qual passa o Tricolor. Peça fundamental de Cuca na equipe, o jogador não está agradando muito o técnico Emerson Leão.

“Ele já treinou a seleção brasileira e não me preocupo. Ele é justo e, se quisesse, já poderia ter me colocado no banco contra o Cruzeiro. Sei que, com ele, quem estiver melhor vai jogar”, afirmou Cicinho.

Raul F. Drewnick


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 17h31
[ ] [ envie esta mensagem ]



13/09/2004 10:29

"Fritura" de Cicinho irrita dirigentes
Folha SP
Principal destaque do São Paulo na temporada, o lateral-direito Cicinho pode ser o pivô do primeiro "racha" entre a diretoria e o técnico Emerson Leão.

O jogador está ameaçado de perder a posição de titular para Gabriel. Anteontem, no empate com o Cruzeiro no Pacaembu, ele foi substituído no segundo tempo. "Pedi para o Cicinho apoiar, mas ele não me ouviu. Ele tem qualidade e tinha espaço, mas não soube aproveitar", afirmou o treinador, que, por sua vez, elogiou o desempenho do reserva Gabriel.

"Ele entrou e, em seu primeiro lance, quase definiu o jogo."
A "fritura" de Leão a Cicinho não tem agradado à cúpula são-paulina, que considera o jogador uma moeda valiosa.

Cicinho chegou a ser cotado até para a seleção brasileira e era um dos homens de confiança do técnico Cuca, que o colocou até para atuar no meio-campo.

Leão quer que Cicinho seja apenas lateral. O jogador disse que ficou "surpreso" e "chateado" com sua saída. "Achei que não iria sair. Quando vi a placa com o meu número, demorei para assimilar. Levei um susto muito grande com o que aconteceu", afirmou Cicinho.

"Só queria ajudar a equipe e seguir em campo. É a primeira alteração da minha carreira. Já tinha saído por contusão ou cansaço, mas por decisão do treinador nunca tinha acontecido", disse.

O São Paulo se reapresenta hoje pela manhã no CT para a partida contra o São Caetano, quarta-feira, pela Copa Sul-Americana



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h59
[ ] [ envie esta mensagem ]



Leão não aprova atuação de Cicinho
12/09 - 17h27

Na semana passada, Cicinho revelou que estava com medo de perder a posição de titular do São Paulo para Gabriel. Por causa de suspensão, o titular tinha sido substituído pelo reserva na estréia de Leão, a vitória sobre o Paraná por 2 a 0.

Após o jogo contra o Cruzeiro, Cicinho começou jogando novamente, mas foi substituído no início do segundo tempo por Gabriel.

– Cansei de gritar para o Cicinho apoiar, mas ele não me ouviu. Ele tem qualidade e teve espaços nesse jogo, mas não aproveitou – explicou o técnico depois do empate.

A tendência é que Cicinho fique ainda com mais receio, assim como aumentam as chances de Gabriel virar o titular de Leão.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 01h17
[ ] [ envie esta mensagem ]



19h22 11/09/2004

Alteração de Leão surpreende Cicinho

Jogador nunca havia sido substituído por opção técnica e neste sábado foi trocado por Gabriel.

MBPress

SÃO PAULO - O São Paulo dominava o Cruzeiro neste sábado, mas não conseguia inaugurar o marcador. Aos 9min do segundo tempo, o treinador Emerson Leão resolveu mudar a equipe paulista. Para isso, tirou o lateral-direito Cicinho e colocou Gabriel em campo.

"Achei que não iria sair. Quando vi a placa com o meu número, demorei para assimilar. Levei um susto muito grande com o que aconteceu", confessou Cicinho, um dos maiores destaques do São Paulo no Campeonato Brasileiro.

Contratado no início do ano, Cicinho precisou de pouco tempo para assumir a condição de ídolo do São Paulo. Cotado para chegar à Seleção Brasileira, o jogador assumiu que não foi bem neste sábado. "O (Emerson) Leão tinha pedido para eu entrar em diagonal e eu estava tentando fazer isso, mas acho que não tive sucesso", resignou-se.

Mesmo assim, Cicinho não pensou que isso fosse suficiente para que Emerson Leão resolvesse substitui-lo. "Só queria ajudar a equipe e seguir em campo. É a primeira alteração da minha carreira. Já tinha saído por contusão ou cansaço, mas por decisão do treinador nunca tinha acontecido".

A redução do espaço de Cicinho no São Paulo é evidente. Por isso, o jogador tem pressa para reverter a situação. "Ninguém gosta de ficar no banco. Quero jogar sempre e vou trabalhar para que isso nunca mais aconteça".

Cicinho ainda fez questão de ressaltar que a surpresa com a alteração não carrega nenhuma crítica a Emerson Leão. "Fiquei bastante chateado, não queria sair. Mas a decisão é do treinador e eu preciso respeitar. Foi uma opção dele".



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 20h49
[ ] [ envie esta mensagem ]



** Sócios (as) do FC: o resultado das perguntas era p/ sair hoje, mas por incompatibilidade com a agenda do Cicinho, adiamos o resultado (esperamos que seja essa semana). Se você ainda quer enviar sua pergunta : cicinhofc@yahoo.com.br . Pedimos desculpas, mas tentamos de todas as formas. Obrigada, ECFC **

- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 01h25
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho engole a seco 1ª substituição da carreira
Raul F. Drewnick


Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press
Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press
Cicinho pode perder a posição
São Paulo (SP) - Um dos grandes destaques do São Paulo na temporada, Cicinho vive um momento complicado no clube. O jogador não está agradando o novo técnico Emerson Leão e está ameaçado de perder a posição para Gabriel.

No empate sem gols com o Cruzeiro, o lateral-direito recebeu com surpresa a sua substituição aos 9 minutos do segundo tempo e depois teve de ouvir de Leão que ele “não entendeu o que foi pedido na preleção e não apoiou o ataque como deveria”.

Nos bastidores do clube, no entanto, há aqueles que levantam a hipótese de que as críticas públicas do treinador seriam uma retaliação a Cicinho, que no final de 2003 esteve perto de ir para o Santos, mas em cima da hora preferiu se transferir para o São Paulo, deixando Leão na mão.

“Eu não penso assim. Estou aqui para jogar e, se eu mostrar o mesmo futebol que eu vinha apresentando com o Cuca, o Leão não terá como me tirar do time. Depende de mim”, disse Cicinho, que não está realmente rendendo tão bem quanto no começo do ano.

Tomando cuidado para não desrespeitar o novo técnico, o jogador, mesmo assim, admitiu não ter concordado com a entrada de Gabriel na partida deste sábado. “Quando vi a placa com o meu número levantada, levei um susto. Até hoje na minha carreira eu só tinha sido substituído por cansaço. Não achava que eu deveria sair, mas acato a opinião do Leão. Não tenho nada contra ele”, disse.

Apesar da promessa de se esforçar ainda mais nos treinamentos, Cicinho está ciente de que pode perder o lugar no titular nas próximas partidas. “Eu não sei o que o Leão está pensando, mas vamos ver durante a semana por qual dos dois ele vai optar. Eu quero jogar, mas, se não for o escolhido, vou ter de aceitar”, comentou o jogador.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 01h21
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho e Grafite voltam ao time. Ceni é dúvida.
Raul F. Drewnick


São Paulo (SP) - O treinador Émerson Leão confirmou, na manhã desta sexta-feira, que o lateral-direito Cicinho e o atacante Grafite voltarão ao time titular do São Paulo na partida contra o Cruzeiro, neste sábado, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. Ambos cumpriram suspensão automática contra o Paraná, no meio de semana.

Gabriel e Diego Tardelli, que jogaram na estréia de Leão no Tricolor, retornam ao banco de reservas. A atuação de Gabriel, inclusive, chegou a deixar Cicinho apreensivo, uma vez que seu substituto frente aos paranaenses teve ótima chegada ao ataque.

'Por coerência e respeito, os dois jogadores voltam ao time titular. Espero que eles continuem mostrando esforço. Permanecer entre os 11 depende apenas deles', disse Emerson Leão.

Se a volta dos suspensos é certa, o mesmo não se pode dizer da presença do goleiro Rogério Ceni contra os mineiros. O jogador sentiu dores no músculo adutor da coxa esquerda e não treinou nesta manhã, dando lugar ao reserva Roger. Ceni foi submetido a alguns exames, e, ainda na tarde desta sexta-feira, os médicos do São Paulo deverão ter um posicionamento quanto ao estado do camisa 1.

Apesar da preocupação pela contusão, o superintendente do clube paulista, Marco Aurélio Cunha - que também é medico -, acredita que Rogério entrará em campo neste sábado. 'Pela minha experiência, acho que ele deve jogar', afirmou Cunha. O goleiro é conhecido por não gostar de ficar de fora da equipe: mesmo sentindo pequenas dores, costuma atuar, nem que para isso seja necessário algum sacrifício.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 01h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho descarta ida para o meio-campo


Para que Cicinho fique no time e Gabriel se torne titular, o técnico Emerson Leão tem a possibilidade de escalar os dois juntos, com um ocupando a lateral e outro jogando mais no meio, próximo dos atacantes, como um ala. A possibilidade, antes mesmo que o treinador se pronuncie sobre ela, já é descartada por Cicinho.

– Prefiro jogar na minha posição, que é onde eu tenho mais experiência. Joguei no meio-campo alguns jogos e não me adaptei. Mas se o Leão for me mudar de posição acho que nós vamos conversar antes – afirmou Cicinho, que, por outro lado, diz gostar do esquema 3-5-2, onde ele é quem jogaria como ala.

– Eu tenho sempre que me adaptar ao esquema. Mas claro que no 3-5-2 eu tenho mais liberdade para descer. Só reconheço que tenho dificuldades na marcação e preciso aprimorar isso – disse, mantendo a cautela no discurso.

Já o atacante Grafite, que poderia formar um trio com Jean e Diego Tardelli, diz não se preocupar com as opções.

– As mudanças no posicionamento são válidas se o time render em campo. Nós temos que jogar para ganhar e se isso for necessário terá o nosso apoio – afirmou o atacante.

 


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 14h11
[ ] [ envie esta mensagem ]



São-paulinos evitam polêmica sobre jogo
Confronto contra Cruzeiro será no Pacaembu porque Morumbi receberá show de banda norte-americana.



Renato Chu, especial para o Pelé.Net

SÃO PAULO -
Apesar de ser mandante na partida contra o Cruzeiro neste sábado, o São Paulo não poderá utilizar o Morumbi para o confronto. O estádio do Tricolor será utilizado para receber um show da banda norte-americana Linkin Park. Apesar de ressaltar que preferiam jogar em sua casa, os atletas do clube se desviaram de qualquer polêmica ao comentar o assunto.

"Não será a mesma coisa, mas a maioria já jogou lá no Pacaembu e já sabe como é. Acho que a torcida vai estar lá também e vai nos apoiar como se fosse no Morumbi", afirmou o meia Danilo.

O lateral-direito Cicinho se mostrou um pouco mais "desconfortável" com a mudança de estádio. "Nossa preferência era jogar no Morumbi. Como não podemos, teremos que nos adaptar ao gramado e às dimensões do campo do Pacaembu para fazer a nossa melhor partida", afirmou o ala, que esteve de fora do último jogo do São Paulo -vitória por 2 x 0 contra o Paraná Clube em Curitiba.

O São Paulo é uma das equipes que apresentam o melhor desempenho em casa neste Brasileiro. Em 14 jogos, foram dez vitórias, três empates e apenas uma derrota. Curiosamente, o resultado negativo ocorreu na última partida no Morumbi: 3 x 2 para o Coritiba no dia primeiro de setembro.

O atacante Grafite se mostrou mais incomodado com a mudança para o Pacaembu. "Eu prefiro jogar no Morumbi. Nós já estamos acostumado lá e sabemos os atalhos do campo. Agora vai ser meio como jogar fora de casa", disse o atleta após os treinos de quinta-feira. Em seguida, porém, o jogador contemporizou. "Mas claro, tem o lado bom também: vai entrar dinheiro para o clube".



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h46
[ ] [ envie esta mensagem ]



21h04 09/09/2004

Cicinho e Grafite temem pela reserva

Suspensos contra o Paraná, lateral e atacante ficaram de fora da primeira partida do São Paulo sob o comando de Leão.

Renato Chu, especial para o Pelé.Net

SÃO PAULO -
Titulares do São Paulo enquanto Cuca ainda comandava o time, o lateral-direito Cicinho e o atacante Grafite temem não serem relacionados como titulares na próxima partida do Tricolor, contra o Cruzeiro, neste sábado. Suspensos, ambos ficaram de fora da vitória da equipe contra o Paraná Clube por 2 x 0, na última quarta-feira.

O jogo foi o primeiro do técnico Leão à frente do time do Morumbi. Nas vagas dos normalmente titulares, entraram o lateral Gabriel, um dos destaques da partida, e o atacante Jean, que participou da jogada do primeiro gol.

"Dá aquele frio na barriga porque o Gabriel foi muito bem em Curitiba. Não tem ninguém já escalado. Ele tem apresentado um bom futebol. Além disso, ele já colocou o Belletti, o Leonardo Moura, e o Rafael no banco. É um ótimo jogador e tenho que respeitá-lo", afirmou Cicinho

Perguntado se gostaria de jogar ao lado de Gabriel, mas atuando no meio-campo, o lateral afirmou não ver problemas na possibilidade, apesar de manifestar preferência pela ala. "Quero ficar na minha função, que é na lateral. Mas nunca tive preferência por 4-4-2 ou 3-5-2 e isso é com o treinador. Tudo pode ser conversado".

Grafite também se mostrou preocupado com a possibilidade de não começar a partida contra a Raposa entre os titulares, mas fez questão de afastar qualquer tipo de polêmica. "Lógico que a gente fica receoso de ficar fora, mas o importante é o bem-estar da equipe. O Cuca sempre deixou isso claro e o Leão também, e, se ele optar pela minha saída, eu vou aceitar e vou trabalhar dentro de campo para tentar voltar".

O ex-atacante do Goiás também afirmou acreditar que, daqui para frente, a concorrência por uma vaga entre os titulares deve aumentar. "A mudança de treinador sempre muda o ambiente. Jogadores que estavam sem muita oportunidade vêem uma luz no final do túnel. Os que vinham jogando percebem que precisam se esforçar mais", disse Grafite.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h44
[ ] [ envie esta mensagem ]



 **Cicinho não viaja  com a equipe, mas fica em São Paulo treinando.**

 *** Enviamos por e-mail algumas fotos, e uma reportagem.  Alguns e-mails voltaram,  por caixa postal cheia. Se você não recebeu, comunique-nos : cicinhofc@yahoo.com.br **

**** Já enviou sua pergunta para promoção?? É até hoje!! Envie para cicinhofc@yahoo.com.br a pergunta que você tem vontade de fazer para o Cicinho . ****



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h28
[ ] [ envie esta mensagem ]



Leão mantém três zagueiros, mas fará novas experiências


São Paulo (SP) - Em seu primeiro treinamento como técnico do São Paulo, Emerson Leão manteve o esquema com três zagueiros, que vinha sendo utilizado pelo técnico Cuca, mas não confirmou que o 3-5-2 será adotado para o jogo da próxima quarta-feira diante do Paraná.

'É para conhecer os jogadores que tenho e hoje foi apenas o começo. No próximo, trocarei o sistema defensivo escalando apenas dois no setor, além de por outro meia, para mudar a característica do time', explicou o novo comandante tricolor.

Os escolhidos por Leão como titulares em seu primeiro dia de trabalho foram: Rogério Ceni; Lugano, Fabão e Rodrigo; Gabriel, Cesar Sampaio, Alê, Danilo e Fábio Santos; Jean e Tardelli. Cicinho e Grafite, suspensos para a partida de quarta, treinaram entre os reservas.

Neste domingo, o técnico comanda outro treino coletivo, onde passará a analisar outras formas de o time jogar. Segunda e terça também terá atividade, sempre às 8h30.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 11h26
[ ] [ envie esta mensagem ]



** Recado do Cicinho aqui no site: [cicinho]
oi Lucia,oi Marina espero que esteja tudo bem com vcs,faz tempo que eu nao deixo um recadinho,mais gostaria de agradecer mais uma vez pelo sucesso do site,e mandar um grande beijo a todas as fas que participam do mesmo,que Deus abencoe a todos,a e nao se esquecam de deixar a minha perguntinha

31/08/2004 23:26



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 21h26
[ ] [ envie esta mensagem ]



Foto 01/09/2004

SÃO PAULO x CORITIBA (morumbi SP)

Cicinho é marcado pelo jogador do Coritiba.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 13h09
[ ] [ envie esta mensagem ]



 

** treino do dia 31/08/04 **



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h56
[ ] [ envie esta mensagem ]