Sobre o Cicinho:
Nome: Cícero João de Cézare

Apelido:
Cicinho (apelido que recebeu graças a sua estatura)

Cidade:
Pradópolis, no interior de São Paulo

Musica:
Sertaneja e Gospel

Paixões:
futebol e a pesca

Carreira:

   Escolinha - 1986
   Botafogo de Ribeirão Preto - 1994
   Clube Atlético Mineiro - 2001
   Botafogo do Rio de Janeiro – 2002
   Clube Atlético Mineiro 2003
   São Paulo Futebol Clube - 2004


Escolaridade:
2 ano do ensino médio

Posição:
Lateral-direito

Dinheiro:
Muito importante. Mas muito cuidado porque pode atrapalhar.

Frustração:
Contusão que tive na virilha enquanto jogava no Atlético – MG.

Mulher:
Minha mãe minhas sobrinhas

Homem:
Meu pai

Família:
Uma das principais causas por eu jogar futebol

Seleção:
O topo na carreira de um atleta

Medo:
De contusão

Tristeza:
Perder final de campeonato

Felicidade:
Ser campeão da Libertadores pelo São Paulo.

Cinema:
Com a namorada é ótimo

SPFC:
Só tenho a agradecer. Me recebeu de portas abertas e vou dar o retorno

Brasil:
Maravilhoso. Daqui, não saio nunca. Só para jogar na Europa e depois volto

Bebida
: Suco de Laranja

Diversão:
Pescar

Futebol:
Dom que Deus me deu


Sonho:
Vestir a camisa da seleção

Vitória:
Aceitar Jesus como meu Senhor e meu Salvador

Alegria:
Minha Família

Histórico:

- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004


Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis

Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Layout: DAC





Cicinho não tem obrigação de marcar

Agência SPNet Mudança ocorreu com a chegada de Leão
Logo que Leão chegou ao São Paulo muito se especulou sobre quem seria o titular da Lateral Direita. Cicinho passou por alguns momentos de produtividade mais baixa e chegou a ser substituído por Gabriel em algumas partidas.

Porém, jogo a jogo, o lateral ganhou a confiança do treinador e foi, durante algum tempo, o artilheiro Tricolor no Campeonato Brasileiro, até ser superado por Grafite.

Com Leão os laterias do São Paulo tiveram uma mudança tática, e passaram a ficar mais preocupados em marcar do que defender. Essa mudança facilitou as coisas para Cicinho, conforme ele deixou claro em entrevista ao reporter Fernando Fernandes durante o programa Debate Bola da TV Record.

"Está facilitando ao máximo para que tanto eu quanto o Júnior ajude os atacantes a irem para o ataque. É bom porque não tem tanta responsabilidade de voltar à zaga", disse o jogador quem vem sendo apontado, por muitos, como sucessor de Cafú na Seleção Brasileira.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h46
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho: "São Paulo é favorito ao título"

Cicinho: "São Paulo é favorito ao título"


LANCEPRESS!
Há cinco rodadas o São Paulo era apenas o nono colocado. Uma seqüência de cinco vitórias, então, mais do que colocar o Tricolor na briga por uma das vagas na Libertadores do ano que vem, deixa o time do Morumbi na luta pelo título.

- O São Paulo é favorito ao título e estamos demonstrando isso em campo. Provamos nossa qualidade e nossas condições quando todos já estavam descartando a gente - lembrou o ala Cicinho, um dos responsáveis pelo bom momento do Tricolor.

- Estou muito feliz por esse momento na carreira. O esquema tático está me ajudando, chego mais ao ataque - explicou o ala, que vem marcando gols e jogando com mais liberdade em campo.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h45
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho e Grafite criam duelo pelo MVP no Tricolor
Raul F. Drewnick


São Paulo (SP) - Na briga pela artilharia do São Paulo no Brasileirão, Cicinho (oito gols) e Grafite (11 gols) resolveram diversificar o duelo dentro do elenco. De acordo com o lateral direito, os dois passaram a somar o número de assistências aos gols marcados para fazer um placar na disputa pelo MVP (melhor jogador) da equipe na competição.

“O próprio Grafite me disse que eu ainda estou na frente na contagem. Tenho apenas oito gols, mas 11 assistências. Meu total é 19”, disse Cicinho, que revelou estar quatro pontos na frente do colega, que marcou 11 gols e deu quatro passes para gol.

Depois de ganhar ainda mais protagonismo com a chegada de Emerson Leão ao Tricolor, Cicinho tem sido mais marcado pelos adversários e está procurando diversificar sua ajuda ao time. “Eu tenho liberdade para fechar pelo meio e abrir espaço para os companheiros. Foi assim que o Fabão conseguiu cruzar a bola para o gol de Grafite contra o Santos”, revelou o são-paulino.

Enquanto Cicinho espera aparecer de forma mais efetiva no ataque, a defesa do São Paulo prevê um ótimo duelo com a do São Caetano. O time do ABC sofreu apenas 30 gols em 37 rodadas, enquanto o Tricolor levou 33.

“Acho que vai ser um jogo disputado, mas não tão feio quanto aquele 0 a 0 contra o Corinthians. Vai ter muita marcação, mas acredito que os atacantes vão fazer sua força prevalecer. Devem jogar o Fabrício Carvalho e o Euller no São Caetano e o Grafite e o Tardelli do nosso lado”, opinou Rodrigo, que também viu equilíbrio nas cobranças de falta de ambos os times. “O Rogério Ceni e o Ânderson Lima são muito bons neste fundamento”.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h41
[ ] [ envie esta mensagem ]



Para Cicinho, São Paulo mostrou que é forte

Placar “Mostramos que temos força para ganhar do time principal do Santos“, festeja o lateral-direito tricolor
SÃO PAULO - A vitória deste domingo sobre o Santos foi um alívio para os jogadores do São Paulo. Questionados após a eliminação na Copa Sul-Americana, os tricolores saíram de campo aliviados. Afinal, conseguiram vencer o mais importante dos três jogos contra o rival, depois de uma derrota e um empate.

“Empatamos e perdemos para o time misto deles, mas mostramos que tínhamos força para ganhar do time principal. E foi o que aconteceu“, disse o lateral-direito Cicinho. “Acho que foi um jogo similar ao de quarta-feira, com a diferença de que hoje ganhamos“, afirmou o zagueiro Lugano.

Para o defensor uruguaio, mais importante do que acabar com a desconfiança foi entrar novamente na briga pelo título. “O São Paulo, com a quinta vitória consecutiva, provou que pode brigar pelo título. O Campeonato ficou mais bonito“, completou.

Agora, o São Paulo tem 65 pontos e segue na terceira colocação, empatado com o São Caetano. Porém, está apenas três pontos atrás do Santos e quatro atrás do líder Atlético-PR. Sem contar que, na próxima quarta-feira, pode superar o Azulão, já que os dois times se enfrentam no Morumbi.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h24
[ ] [ envie esta mensagem ]



Fotos do Cicinho no Clássico contra o Santos:

Grafite, Cicinho, Renan comemoram o gol da vitória do Tricolor sobre o Santos.

Cicinho se destacou na lateral tricolor.

Cicinho defendeu e atacou com a mesma desenvoltura.

 



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 19h24
[ ] [ envie esta mensagem ]



Diretor do Atlético de Madri vai ver Cicinho e Elano


Não será apenas o santista Elano que vai ser observado pelos espanhóis do Atlético de Madri no clássico deste domingo à tarde. O lateral-direito são-paulino Cicinho é outro que está na mira do clube.

Toni Muñoz, diretor esportivo do Atlético de Madri, viajou nesta semana para o Brasil na companhia do ex-zagueiro Luís Pereira para ver de perto alguns jogadores brasileiros. No sábado, sua programação foi assistir a Palmeiras x Atlético-PR no Palestra Itália. Neste domingo, ele vai ao clássico do Morumbi.

Quando voltar à Espanha, Toni fará um relatório à sua diretoria apontando quais atletas podem ser contratados pelo Atlético.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 18h08
[ ] [ envie esta mensagem ]



** Super entrevista com Cicinho **

 

Cicinho admite que se deslumbrou com o dinheiro

Entrevista exclusiva a Wanderley Nogueira

Cicinho admite que teve um problema com o técnico Levir Culpi, em 2001, no Atlético-MG, porque ficou deslumbrado com o dinheiro.

"Eu me prejudiquei. Ele foi um dos melhores treinadores que tive e um dos que mais me ajudou no futebol. Eu estava querendo ir para baladas. Estava empolgado com os R$ 8 mil que ganhava."

O lateral Cicinho, 24 anos, nasceu em Pradópolis. Aos 6, já começava a dar os primeiros toques na bola. "Eu era centroavante, fazia meus golzinhos."

Com 14, Cicinho foi para o infantil do Botafogo, de Ribeirão Preto. Hoje, no São Paulo, ele vive a melhor fase da carreira.

Durante dois anos, o lateral do São Paulo morou nos alojamentos do clube de Ribeirão Preto. Parece ter acostumado, pois no São Paulo, é um dos poucos que moram no Centro de Treinamentos do Clube.

Cicinho colocou a cabeça no lugar. O bom futebol começou a chamar a atenção de clubes como Santos e São Paulo. Mas a preferência foi pelo time do Morumbi.

Assistam aqui a entrevista inteira, está imperdível : http://tv.terra.com.br/esportes/esportesshow/interna/0,,OI46754-EI2529,00.html 

 

> Valeu Karoline pela indicação!!!



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 11h11
[ ] [ envie esta mensagem ]



 **Contra o Santos dia 20/10/04 **



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 15h09
[ ] [ envie esta mensagem ]



Perguntas e Respostas

1-       SE TEVE,QUAL FOI O MOTIVO DE SUA CONVERSAO AO EVANGELHO?

Achei que era o momento de parar com as coisas que fazia e ter um pouco mais de tempo para Deus

 

 

2-Cicinho o que é jogar pelo são paulo hoje para você e qual sua relação com a torcida...principalmente a feminina?

Um sonho,que estou realizando,e com a torcida muito carinho e respeito,e o bom e que todos me respeitam tanto os homens como as mulheres.

 

 

3-O que o futebol trouxe de bom e de ruim para sua vida?

De ruim gracas a Deus nada,e de bom muitas coisas como condições financeira melhor,fama e o mais importante mostrar para quem não acreditava em mim o

meu valor e a minha competência.

 

4- Cicinho todo jogador sonha em jogar pela Seleção Brasileira, além desse sonho que você também deve ter, há outro sonho que você não realizou como jogador?

Sim, jogar na europa,mas so depois que terminar meu contrato com o Sao Paulo.

 

5- Quem é seu melhor amigo dentro do elenco tricolor, aquele que fica no mesmo quarto de hotel, aquele com que você pode conversar sempre que precisa? É difícil construir amizades sólidas e verdadeiras no futebol?

 

O Alex eo Welber,no futebol existem muitas pessoas trairas mas sempre conseguimos encontrar pessoas com caráter e fazer amizades verdadeiras

 

 

6- Cicinho você tem sido elogiado por torcedores, críticos, colegas de elenco, e diretoria, como um dos melhores e mais regulares jogadores  do SPFC, o que acha disso? Já há uma pressão em cima de você? Você já se considera um dos líderes dessa equipe?

Líder nao e nem quero ser,quanto aos elogios fico feliz pq isso mostra a seriedade do meu trabalho e que sou um jogador que estou ajudando e sobre a pressão gosto disso pq e nessas horas que aparecem os grandes jogadores,entao tenho que me acostumar com isso.

 

 



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 11h51
[ ] [ envie esta mensagem ]



São-paulinos pedem clássico da paz
 
Tricolores pedem paz no clássico, mas a "pescaria" de Rodrigo pode esquentar mais. Na foto, o zagueiro Rodrigo, abraçado por Cicinho, comemora o seu gol fisgando um peixe no Morumbi


Se nos dois primeiros rounds entre São Paulo e Santos pela Sul-Americana os ânimos estiveram pra lá de acirrados, no próximo domingo à tarde, no Morumbi, pelo Brasileiro, os jogadores querem que a história seja diferente. A questão é saber se a teoria vai virar prática ou se haverá mais um clássico, o terceiro em duas semanas, quente.

Do lado são-paulino, os atletas que se reapresentaram ontem após a eliminação da Copa Sul-Americana – com uma derrota (1 a 0) e um empate (1 a 1) com o misto do Peixe – pareciam estar mais calmos. Pareciam...

– Que no domingo, a disputa seja só na bola. Temos de ressaltar o futebol, que é o que a gente faz melhor – disse o zagueiro Rodrigo.

Porém, foi o próprio defensor tricolor quem deu a última pitada para que o clássico, que já vinha cheio de provocações, ganhasse mais um ingrediente para ficar apimentado. Autor do gol do São Paulo na quarta-feira, Rodrigo comemorou muito. Como? Fisgando um peixe...

– Como é que eu comemorei mesmo? Nem me lembro – esquivou-se, com um sorriso irônico.

Nem seria preciso a pescaria de Rodrigo para esquentar o jogo. Pelos dois últimos “combates”, motivos não faltam para deixar o Morumbi fervendo no domingo: Elano, que foi poupado como outros titulares da última partida, finalmente vai se reencontrar com Lugano, a quem chamou de “violento” no primeiro confronto. Paulo César e Júnior se estranharam nas duas partidas anteriores; além de Fabão e Ávalos, que foram expulsos quarta-feira após trocarem cabeçadas.

A rivalidade entre os dois times aumentou desde 2002, quando o Peixe eliminou o Tricolor do Campeonato Brasileiro e o meia Diego, hoje no Porto (POR), comemorou dançando sobre o símbolo do São Paulo, no Morumbi. De lá para cá, todo confronto é de alta tensão.

– Desde as categorias de base que o pau come e continua comendo nesses clássicos – revelou Renan.
E domingo, vai ser diferente?

Cicinho passa pelo jogador do Santos em lance da partida.

Cicinho:"Não fui bem contra o Santos"



O lateral-direito Cicinho, um dos destaques do São Paulo nas últimas rodadas do Brasileirão, reconheceu que não fez um bom jogo no empate com o Santos, quarta.

– Estive abaixo da média. Foi uma noite em que eu não encontrei meu bom futebol – admitiu.

– Mas não foi só eu que joguei mal. O time todo estava em uma noite infeliz – completou Cicinho.

O lateral-direito é o vice-artilheiro do São Paulo no Brasileirão, com oito gols. Ele disse que “será outra história” o segundo duelo seguido com o Santos, no domingo.

 



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 09h01
[ ] [ envie esta mensagem ]



Promessa de show no clássico
19/10 - 12h23

Embalados por goleadas no Brasileiro, jogadores de São Paulo e Santos acreditam em bela apresentação, agora pela Sul-Americana

Amanhã é dia de espetáculo no Morumbi. Quem for ao estádio, às 21h50, vai ver muitos lances bonitos e gols. A promessa é feita pelos jogadores de São Paulo e Santos. E os números dos confrontos também mostram isso. Em 241 jogos, foram anotados 740 gols, média de 3,07 por jogo. Nos duelos, o time da capital leva a melhor. Venceu 102, empatou 58 e perdeu 81. Foi às redes por 399 vezes, contra 341 do rival.
Valendo vaga na fase internacional da Copa Sul-Americana, na qual o LDU do Equador será o adversário, o São Paulo promete partir para o ataque. "Precisamos vencer e vamos atrás dos dois gols, que nos livra dos pênaltis", afirma o ala Cicinho. "E se der para fazer quatro, iremos em busca." O atacante Grafite segue o raciocínio. "Tomara que prevaleça o retrospecto e que os três gols saiam, mas para o nosso lado."

Como venceu o primeiro duelo por 1 a 0, o Santos joga pelo empate. Mas apesar de Vanderlei Luxemburgo adiantar priorizar o Brasileiro e possivelmente escalar time misto, os jogadores não querem saber de jogar na defesa. Sabem do poder ofensivo do rival e apostam nos espaços para contra-atacar. Querem repetir na Sul-americana a força do Brasileiro: já fez 82 gols. "O empate sempre representa vantagem, desde que o time entre em campo achando que precisa da vitória", diz o lateral Paulo César.


Fonte: AGÊNCIA ESTADO


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h42
[ ] [ envie esta mensagem ]



Astro de comercial, Cicinho divulga bilhete único

GE.Net São Paulo faz promoção para atrair torcida na reta final do campeonato
São Paulo (SP) - Força da torcida. É isso que está pedindo Cicinho. O lateral vestiu a camisa do novo projeto da diretoria são-paulina para atrair mais público aos estádios até o final do ano e tem sempre tocado no assunto em suas entrevistas.
Além disso, o jogador foi escolhido para estrelar um comercial de televisão. Em um espaço de 30 segundos, Cicinho aparece comemorando o gol da vitória de 2 a 1 sobre o Palmeiras no último dia 3, enquanto o narrador convoca os são-paulinos a comparecerem ao Morumbi.

“O presidente (Marcelo Portugal Gouvêa) me perguntou o que eu achava da iniciativa e eu gostei. Autorizei a veiculação do comercial e não ganhei nenhum dinheiro por isso”, explicou Cicinho, que acha que a presença do torcedor no Morumbi será decisiva nos confrontos com o Santos nesta quarta e neste domingo. “Jogamos em casa e precisamos tirar proveito disso”, avaliou.

Junto com o trabalho de marketing, a diretoria Tricolor também lançou uma promoção para os últimos seis jogos do São Paulo no Morumbi válidos pelo Brasileirão. Pagando apenas R$ 45,00, o torcedor ganha um bilhete único de arquibancada para assistir aos confrontos contra Santos (24/10), São Caetano (27/10), Botafogo (07/11), Juventude (21/11), Internacional (28/11) e Flamengo (12/12).

A promoção é válida também para outros setores do estádio. No Morumbi Premium Club, o torcedor pagará R$ 150,00 pelos seis jogos. O preço da cadeira especial laranja é de R$ 60,00.

A venda dos ingressos será feita pela internet através do site da Ingresso Fácil –
www.ingressofacil.com.br - e nos seguintes pontos de venda:

Ginásio do Ibirapuera - Rua Manoel da Nóbrega, s/n
Estádio do Pacaembu - Praça Charles Muller s/n
Estádio do Morumbi / Bilheteria de Vidro – Pça Roberto Gomes Pedrosa, s/n
Estádio do Canindé / Portão 07 – Rua Comendador Nestor Pereira, 33
Loja A Esportiva / Santo André - Rua Oliveira Lima, Centro
Loja Roxos e Doentes / ABC Plaza - Av Industrial, 600 - Santo André
Loja Roxos e Doentes / Santana - Av. Engenheiro Caetano Alvares, 512

Raul F. Drewnick


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h54
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho e Jean também se destacaram na goleada

Lance.net Cicinho e Jean também fizeram a diferença na goleada sobre o Galo.
Para dois jogadores do São Paulo, o jogo em Minas, era especial. O lateral-direito Cicinho reecontrou a torcida do Atlético-MG, seu ex-clube. Ele deixou o Galo após ganhar uma briga na Justiça, alegando alguns meses de salários, direito de imagem, décimo terceiro e férias atrasados.

Para o atacante Jean, o jogo também tinha um sabor diferente. Ele voltava ao time titular, após ficar um mês na reserva. Os dois corresponderam às expectativas de Leão.

Cicinho, que recebeu uma chuva de copos d’água, tênis e chinelos na lateral do campo, participou de três dos quatro gols no primeiro tempo. Só na etapa inicial, o ala fez cinco cruzamentos, sendo um deles, aos 28 minutos, na cabeça de Grafite, que fez seu terceiro gol no jogo.

Antes, aos quatro minutos, Cicinho já havia servido o companheiro em uma cobrança certeira de lateral. Com os três gols, Grafite ultrapassou o lateral na artilharia do clube no Brasileirão. Agora, o atacante tem 10 gols, contra oito de Cicinho.

Jean também teve participação ativa no primeiro tempo. O jogador foi escalado por Leão pela velocidade. O treinador queria que ele explorasse essa característica pelas laterais do campo. E ele obedeceu.

Rápido, Jean iniciou a jogada do primeiro gol de Danilo, aos nove minutos da etapa inicial. Ele roubou a bola de Emerson na lateral-esquerda, antes de ele chegar aos pés do meio-campo, na entrada da área.

No segundo gol de Grafite, o terceiro do São Paulo, Jean serviu o companheiro entre dois zagueiros.

Atuando pelas pontas, no primeiro tempo Jean fez três cruzamentos, arriscou dois chutes a gol e recebeu três faltas. Na etapa final, o jogador foi substituído, para a entrada do inoperante Diego Tardelli.

Com a atuação de ontem, Jean deverá ser mantido na equipe para o decisivo duelo com o Santos, quarta-feira, pela Sul-Americana. O Tricolor precisa da vitória, pois perdeu o primeiro jogo por 1 a 0.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h17
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho foi o melhor

Agência SPNet Zagueiro tricolor diz que lateral decidiu o jogo
Grafite novamente mostrou um bom futebol e foi o autor de 3 gols. Danilo marcou mais dois e decretaram a goleada histórica do São Paulo sobre o Atlético Mineiro dentro dos domínios do adversário.

O zagueiro Rodrigo, entretanto, não considera nenhum dos dois o melhor jogador em campo e sim Cicinho que demonstrou novamente estar em grande fase e buscando a sua chance com a camisa canarinha da seleção brasileira.

Durante participação no Programa Mesa Redonda o jogador falou sobre a partida. "A gente estava esperando um jogo difícil, mas com o primeiro gol, o emocional dos jogadores do Atlético ficou abalado. Pra mim, o nome do jogo foi o Cicinho."

Por Rodrigo Teixeira



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h14
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho e Jean também se destacaram na goleada



Para dois jogadores do São Paulo, o jogo em Minas, era especial. O lateral-direito Cicinho reecontrou a torcida do Atlético-MG, seu ex-clube. Ele deixou o Galo após ganhar uma briga na Justiça, alegando alguns meses de salários, direito de imagem, décimo terceiro e férias atrasados.

Para o atacante Jean, o jogo também tinha um sabor diferente. Ele voltava ao time titular, após ficar um mês na reserva. Os dois corresponderam às expectativas de Leão.

Cicinho, que recebeu uma chuva de copos d’água, tênis e chinelos na lateral do campo, participou de três dos quatro gols no primeiro tempo. Só na etapa inicial, o ala fez cinco cruzamentos, sendo um deles, aos 28 minutos, na cabeça de Grafite, que fez seu terceiro gol no jogo.

Antes, aos quatro minutos, Cicinho já havia servido o companheiro em uma cobrança certeira de lateral. Com os três gols, Grafite ultrapassou o lateral na artilharia do clube no Brasileirão. Agora, o atacante tem 10 gols, contra oito de Cicinho.

Jean também teve participação ativa no primeiro tempo. O jogador foi escalado por Leão pela velocidade. O treinador queria que ele explorasse essa característica pelas laterais do campo. E ele obedeceu.

Rápido, Jean iniciou a jogada do primeiro gol de Danilo, aos nove minutos da etapa inicial. Ele roubou a bola de Emerson na lateral-esquerda, antes de ele chegar aos pés do meio-campo, na entrada da área.

No segundo gol de Grafite, o terceiro do São Paulo, Jean serviu o companheiro entre dois zagueiros.

Atuando pelas pontas, no primeiro tempo Jean fez três cruzamentos, arriscou dois chutes a gol e recebeu três faltas. Na etapa final, o jogador foi substituído, para a entrada do inoperante Diego Tardelli.

Com a atuação de ontem, Jean deverá ser mantido na equipe para o decisivo duelo com o Santos, quarta-feira, pela Sul-Americana. O Tricolor precisa da vitória, pois perdeu o primeiro jogo por 1 a 0

 


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 20h59
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho diz jogar "com tranquilidade"

Lateral do São Paulo afirma que a pressão da torcida do Atlético-MG não afetou a sua maneira de jogar.

MBPress

SÂO PAULO - Além dos jogadores do Atlético-MG, o principal alvo da ira da torcida atleticana na partida contra o São Paulo, neste sábado à tarde, foi o lateral Cicinho.

Ex-jogador da equipe, o lateral foi vaiado pela torcida rival todas as vezes que encostou na bola. Além de sofrer com calçados atirados em sua direção todas as vezes que foi cobrar escanteios ou laterais.

Mas, após a partida, Cicinho afirmou que jogou despreocupado e preferiu não aprofundar a discussão contra os rivais.

"Não tive medo. O comportamento da torcida é normal. Eu me considero um jogador experiente. Já disputei Libertadores e vários jogos com a camisa do São Paulo. Fiquei tranqüilo", afirma.

Deixando de lado o assunto da pressão, o lateral destacou a atuação da equipe na partida de hoje. Mesmo jogando fora de casa, o São Paulo goleou o Atlético-MG por 5 a 0.

"Nós criamos oportunidades para fazer mais. Ainda temos que consertar algumas coisas, mas estamos trabalhando para isso. Eu consegui deixar o Grafite em condições de fazer gols e dar o passe para o Danilo. Mas o mérito é para o time todo", comenta.

Outro que se mostrou feliz com a atuação do time do Morumbi foi o técnico Leão. Para o treinador, quanto mais se simplificar a maneira de jogar, mais resultados são obtidos.

"Foi uma excelente apresentação da nossa equipe, jogando de forma simples e aproveitando a velocidade no ataque. Esperava isso acontecer. No segundo tempo administramos, mas fizemos mais um gol e perdemos outros. Foi muito merecida nossa vitória", comemorou o treinador.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 20h33
[ ] [ envie esta mensagem ]




Cicinho diz jogar "com tranquilidade"
Lateral do São Paulo afirma que a pressão da torcida do Atlético-MG não afetou a sua maneira de jogar.

MBPress

SÂO PAULO - Além dos jogadores do Atlético-MG, o principal alvo da ira da torcida atleticana na partida contra o São Paulo, neste sábado à tarde, foi o lateral Cicinho.

Ex-jogador da equipe, o lateral foi vaiado pela torcida rival todas as vezes que encostou na bola. Além de sofrer com calçados atirados em sua direção todas as vezes que foi cobrar escanteios ou laterais.

Mas, após a partida, Cicinho afirmou que jogou despreocupado e preferiu não aprofundar a discussão contra os rivais.

"Não tive medo. O comportamento da torcida é normal. Eu me considero um jogador experiente. Já disputei Libertadores e vários jogos com a camisa do São Paulo. Fiquei tranqüilo", afirma.

Deixando de lado o assunto da pressão, o lateral destacou a atuação da equipe na partida de hoje. Mesmo jogando fora de casa, o São Paulo goleou o Atlético-MG por 5 a 0.

"Nós criamos oportunidades para fazer mais. Ainda temos que consertar algumas coisas, mas estamos trabalhando para isso. Eu consegui deixar o Grafite em condições de fazer gols e dar o passe para o Danilo. Mas o mérito é para o time todo", comenta.

Outro que se mostrou feliz com a atuação do time do Morumbi foi o técnico Leão. Para o treinador, quanto mais se simplificar a maneira de jogar, mais resultados são obtidos.

"Foi uma excelente apresentação da nossa equipe, jogando de forma simples e aproveitando a velocidade no ataque. Esperava isso acontecer. No segundo tempo administramos, mas fizemos mais um gol e perdemos outros. Foi muito merecida nossa vitória", comemorou o treinador.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 20h29
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho reencontra torcida atleticana

Jogador espera ansioso a partida

São Paulo - "Espero pétalas de rosa, mas se me jogarem moedas vou pegar algumas para mim",

 diz Cicinho, do São Paulo, sobre a recepção que espera em Minas na primeira partida que fará

contra o Atlético, seu ex-clube, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

A saída foi conflituosa. O jogador foi à Justiça para exigir sua liberação,

alegando pagamentos atrasados. Conseguiu, mas, como em quase todos os casos,

 ficou com fama de mercenário. “É injusto. Eu sempre me esforcei muito pelo Atlético,

 tenho muito carinho por aquela torcida, mas tinha de buscar os meus direitos",

 afirma o lateral do São Paulo.Ele confessa ansiedade pelo início do jogo de

domingo. "Vou sentir um friozinho na barriga, não dá para negar,

mas agora quero apenas o bem do São Paulo".



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h25
[ ] [ envie esta mensagem ]



Leão aposta no potencial de Cicinho no Tricolor


Para treinador, artilheiro são-paulino pode ganhar ainda mais espaço
na equipe

SÃO PAULO - Mesmo assumindo a artilharia do São Paulo no Campeonato
Brasileiro, Cicinho ainda pode render mais e ganhar mais espaço na
equipe. É assim que o técnico Emerson Leão projeta o desempenho do
lateral-direito do Tricolor.

Para o treinador, a cobrança pode ajudar o atleta a crescer ainda
mais na competição. "Ele pode dar mais ainda do que já deu até agora.
Por isso continuo cobrando", disse em entrevista à TV Bandeirantes.

Apesar de garantir que não pega no pé do lateral, Leão afirmou que
tenta corrigir e ajudar o jogador. "Antes o Cicinho corria até o
final do campo, perdia a jogada e acabava tomando bola nas costas.
Meu dever é tentar evitar isso", explicou.

Em relação ao time que enfrenta que o Atlético-MG, domingo, o
treinador definiu a volta de Fabão à zaga, para formar trio com
Lugano e Rodrigo. No ataque, Jean e Grafite têm a missão de fazer os
gols.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h23
[ ] [ envie esta mensagem ]



São Paulo lança promoção - bilhete único - Com Cicinho



Diretoria do clube dará 50% de desconto ao torcedor que adquirir
ingressos para comparecer aos seis últimos jogos pelo Brasileiro, no
Morumbi

SÃO PAULO - A diretoria do São Paulo lançou uma promoção para tentar
trazer mais público ao estádio do Morumbi na reta final do Campeonato
Brasileiro. O clube disponibilizou aos torcedores um bilhete único
para os últimos seis jogos da equipe na competição, com 50% de
desconto nos setores da arquibancada azul (R$ 45), Morumbi Premium
Club (R$ 150) ou cadeira especial laranja (R$ 60).

As partidas que fazem parte deste desconto são contra Santos (24/10),
São Caetano (27/10), Botafogo (07/11), Juventude (21/11),
Internacional (28/12) e Flamengo (12/12). Além da divulgação, o
Tricolor está vai veicular uma campanha publicitária na TV Globo,
protagonizada pelo lateral-direito Cicinho.

A venda dos ingressos será feita pela internet através do site da
Ingresso Fácil (www.ingressofacil.com.br) e nos seguintes pontos de
venda:

Ginásio do Ibirapuera - Rua Manoel da Nóbrega, s/n
Est. Pacaembu - Praça Charles Muller s/n
Est. Morumbi - Bil. de Vidro - Pça. Roberto Gomes Pedrosa, s/n
Est. Canindé - Portão 07 - Com. Nestor Pereira, 33
Loja A Esportiva - Santo André - Rua Oliveira Lima, Centro
Loja Roxos e Doentes - ABC Plaza - Av. Industrial, 600 - Santo André
Loja Roxos e Doentes - Santana - Av. Engenheiro Caetano Alvares, 512

Outra opção para o torcedor são-paulino é a aquisição de um carnê
para assistir aos próximos três jogos do Tricolor, contra Santos
(24/10), São Caetano (27/10) e Botafogo (07/11) ao preço de R$ 30,
somente para a arquibancada laranja do estádio. O carnê pode ser
adquirido nos mesmos pontos de venda.





- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h21
[ ] [ envie esta mensagem ]



"Meu momento na Seleção vai chegar", diz Cicinho

Lance.net Chegar à seleção é uma das metas de Cicinho
O lateral Cicinho vive um grande momento no São Paulo, inclusive como artilheiro do time. Então, como a vaga de reserva de Cafu na Seleção Brasileira ainda está aberta, o são-paulino já sonha em vestir a amarelinha e acha que está perto, só depende uma chance do titular pentacampeão do mundo.

- O Cafu é um ótimo jogador e vem demonstrando isso há muito tempo. A torcida é que ele dê um espaço para mim na Seleção, pelo menos para ser reserva dele. Daí, quando pintar a oportunidade vou fazer de tudo para agarrar. Ele não precisa parar de jogar só quero a chance na Seleção - disse Cicinho, que reconhece que passa por uma boa fase, mas não tem pressa.

- Quando o Parreira achar que é o momento ele vai me dar uma oportunidade e no ritmo que estou acho que esta chance vai vir logo - emendou.

Cicinho diz, inclusive, que não acha que atuar no futebol brasileiro possa atrapalhar uma futura convocação.

- Temos condição de ser chamados mesmo que jogando no Brasil. Todos jogadores quando vivem um bom momento ficam esperando a chance. Meu momento na Seleção vai chegar - concluiu.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h00
[ ] [ envie esta mensagem ]



Veja os são paulinos rankeados no Bola de Prata da Placar

Agência SPNet Lugano é o único são paulino em primeiro lugar
Saiu mais uma parcial do Bola de Prata da Placar, prêmio que é oferecido aos melhores jogadores brasileiros em cada posição.

Seis jogadores do nosso São Paulo estão rankeados entre os 10 em algumas posições. Veja abaixo os jogadores com melhor média:

Goleiro

7º)Rogério Ceni - Média de 5,82 em 31 jogos

Lateral

3º)Cicinho - Média de 5,77 em 31 jogos
5º)Gabriel - Média de 5,50 em 15 jogos

Zagueiros

1º)Lugano - Média de 5,91 em 23 jogos
7º)Rodrigo - Média de 5,72 em 23 jogos

Volantes

8º)César Sampaio - Média de 5,71 em 19 jogos


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 11h58
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho confessa que sente 'friozinho na barriga'

GE.Net Jogador apareceu no Atlético Mineiro e saiu de lá em uma disputa judicial
São Paulo (SP) - Cicinho chegou ao São Paulo no início do ano depois de se destacar no último Campeonato Brasileiro pelo Atlético-MG. A saída do lateral-direito, no entanto, deixou marcas no clube mineiro, que ainda briga na Justiça para não pagar o que deve de salários atrasados ao jogador.
Neste domingo, Cicinho enfrenta pela primeira vez o Galo, que defendeu de 2001 a 2003 - com uma passagem pelo Botafogo-RJ em 2002 - em Belo Horizonte, e disse estar receoso com a recepção dos antigos fãs.

'Tem um friozinho na barriga pelo que vai acontecer, não sei qual vai ser a reação da torcida do Atlético quando eu entrar em campo. Não sei se vou ser bem recebido, mas meus amigos que jogam lá dizem que a torcida sente saudades de mim, eles sabem que não saí como vilão', declarou o lateral, que foi questionado se espera ser recebido com pétalas de rosa ou moedas.

'Está mais para pétalas de rosa, mas deve ter uma moedinha. Se for de um real, lógico que vou pegar', brincou Cicinho. O jogador acha fundamental a quarta vitória seguida na competição, para que o Tricolor não se distancie dos líderes. 'Temos de continuar a seqüência de vitórias, o Atlético-PR e o Santos estão vencendo fora de casa', explicou.

Maurício Svartman


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 03h31
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho reencontra torcida atleticana

Pele.Net Lateral-direito volta a Minas Gerais para enfrentar ex-clube após entrar na Justiça e se transferir para o São Paulo
SÃO PAULO - A partida contra o Atlético-MG, domingo, no estádio Independência, pelo Campeonato Brasileiro, será especial para o lateral-direito Cicinho. O jogador irá reencontrar os torcedores do Galo, equipe que defendeu até o final do ano passado.

O agora são-paulino, apesar de deixar o clube de maneira traumática - conseguiu sua liberação na Justiça do Trabalho -, espera ser bem recebido.

"Não sei como será minha recepção. Espero que seja boa. Alguns jogadores do Atlético me falaram que os torcedores sentem saudades de mim. A torcida viu que não sai como vilão. A torcida é inteligente. Depois que eu fui embora, vários jogadores entraram na Justiça contra o clube", afirmou. "Eu tenho admiração pela torcida do Galo, assim como tenho pela torcida do São Paulo", completou.

A realidade, porém, não é tão simples. Em Belo Horizonte, o lateral é taxado de mercenário por ter trocado o Atlético-MG pelo São Paulo. Alguns torcedores prometem ir ao estádio para atirar moedas no ex-ídolo atleticano, que defendeu o clube entre 2001 e 2003, com uma passagem rápida pelo Botafogo, em 2002.

"Talvez joguem pétalas de rosa, mas deve ter uma moedinha de algum torcedor que ficou infeliz com minha saída", afirmou. "Se for de um real, lógico que vou pegar", brincou.

O imbróglio jurídico entre jogador e Atlético-MG continua. Cicinho ainda luta na Justiça para receber todos os atrasados do clube.

O zagueiro Rodrigo, que passou por problema parecido na Ponte Preta, defende o companheiro. "Quando jogamos lá em Campinas tinham faixas de protesto. Agora ninguém coloca lá que eu fiquei um ano sem receber salário. Isso ninguém sabe", disse. "O Cicinho sabe que isso não tem influência nenhuma".

Torcida à parte, o lateral-direito espera fazer uma melhor partida contra o ex-clube. No primeiro turno, na vitória são-paulino por 1 x 0, o jogador acabou expulso. "Não foi uma boa partida. Espero que seja tudo diferente e eu possa fazer uma boa partida", finalizou.

por Marcius Azevedo


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 03h30
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho espera pressão no Independência

Lance.net Gramado é maior que o do Mineirão
O lateral Cicinho, uma das principais armas do São Paulo neste Brasileiro, antes de vir ao Tricolor teve destaque no Atlético-MG, adversário deste domingo, em Belo Horizonte. O são-paulino conta que a escolha do estádio Independência, em vez do Mineirão, aumenta a pressão sobre o São Paulo, mas pode atrapalhar o Galo também.

- Se a torcida do Atlético-MG pegar no meu pé não tem problema nenhum. Ali a torcida fica em cima e da mesma maneira que ajuda, pode atrapalhar. O estádio vai estar cheio devido à fase e ao preço dos ingressos. Temos que ter cuidado porque a torcida vai cobrar bastante. Vamos com pé no chão. No começo do jogo principalmente - lembrou Cicinho

Devido a má colocação do Galo no Brasileiro, 19º colocado, com 39 pontos, a diretoria do clube mineiro reduziu para metade o preço dos ingressos no estádio Independência.

- É um momento difícil deles, mas não podemos nos preocupar com isso. Queremos a vitória independente da situação deles - afirmou Cicinho, que lembrou que o estádio apesar de ter a torcida mais próxima, tem as dimensões do gramado maiores que a do Mineirão.

- As medidas do Independência são 15 ou dez centímetros maiores que a do Mineirão. Só o gramado que não é tão bom - recordou


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 03h27
[ ] [ envie esta mensagem ]



Para Leão, Cicinho pode render ainda mais

Folha SP Leão confia em Cicinho
Principal artilheiro do São Paulo no Campeonato Brasileiro, com oito gols, o lateral-direito Cicinho pode se desenvolver ainda mais e ganhar mais espaço. Esta é a opinião do técnico Emerson Leão.

"Continuo cobrando bastante. Ele pode dar mais ainda do que já deu até agora", disse o treinador, hoje, em entrevista à TV Bandeirantes.

Logo em sua chegada ao time do Morumbi, Leão chegou a ameaçar colocar o jogador na reserva e promover Gabriel à equipe titular.

O técnico afirmou ainda que não "pega no pé" do atleta, mas sim tenta corrigir e ajudar. "Antes ele corria até o final do campo, perdia e acabava tomando bola nas costas", explicou.

Terceiro colocado no Campeonato Brasileiro com 59 pontos, o São Paulo volta a jogar no domingo, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

A novidade no time será o zagueiro Fabão, que volta a formar o trio com Lugano e Rodrigo. O volante César Sampaio, que se recupera de um trauma no nariz, segue fora.

Renan
Após ser promovido a titular, o volante Renan, 19, disse hoje que espere marcar seu primeiro gol pela equipe principal do São Paulo na partida contra o Atlético-MG.

O jogador quer aproveitar a "liberdade" que o técnico Emerson Leão lhe deu para avançar ao ataque e chutar a gol. O treinador costuma pedir que o time chute, no mínimo, 20 vezes por partida.

"Estou aproveitando a semana de treinos para aprimorar chutes a gol de média e longa distâncias, já que tenho liberdade para subir e preciso ajudar o time no ataque também. Se eu tiver chance de chutar vou arriscar, até porque sou cobrado para isso. Mas também não posso deixar de continuar marcando forte. Quem sabe não sai meu primeiro gol contra o Atlético-MG", disse Renan ao site oficial do São Paulo.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 23h11
[ ] [ envie esta mensagem ]



** Treino do dia 13/10/04 **

-> Valeu pelas 5.000 visitas!! <-



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



Milton Neves recebe Luxemburgo, Cicinho, Anderson e Diego no Terceiro Tempo da Record

Texto e fotos por Eliana Santos e Evandro Ribeiro 

O apresentador Milton Neves recebeu neste domingo, dia 10 de outubro de 2004, no estúdio da TV Record em São Paulo, o técnico Vanderlei Luxemburgo (do Santos), que comentou a vitória do Peixe sobre o São Paulo por 1 a 0, válido pela Copa Sul-Americana. Além dos jogadores Cicinho (do São Paulo), Anderson (do Corinthians) e Diego (do Atlético-PR) que comentaram sobre a partida entre Brasil e Venezuela, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

E linkados diretamente de Maceió estavam os jogadores Roberto Carlos, Cafu, Alex e Edu, da Seleção Brasileira de Futebol. Todos conversaram com Milton Neves e seus convidados.

Os comentaristas Dr. Osmar de Oliveira, Oscar Roberto Godoi, Ricardo Caprioti e Paulo Roberto Morsa Martins comentaram os lances polêmicos da competição nacional. Já a platéia mais uma vez superlotou a arquibancada do Terceiro Tempo para prestigiar o apresentador, a belíssima gaúcha Renata Fan e seus convidados.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 16h43
[ ] [ envie esta mensagem ]



São-paulinos só falam em reverter resultado
10/10 - 18h02

SÃO PAULO - Depois da derrota por 1 x 0 no primeiro jogo entre São Paulo e Santos pela última fase brasileira da Copa Sul-Americana, os jogadores do São Paulo falavam apenas em reverter o resultado no jogo de volta, que acontecerá no Morumbi, no próximo dia 20.

“Foi uma tarde em que a gente não mostrou o futebol que podemos render. Mas valeu, porque nós ainda temos o segundo jogo e podemos recuperar“, disse o lateral-direito Cicinho.

Para o zagueiro Rodrigo, o Tricolor não perdeu uma boa oportunidade de decidir o confronto por ter enfrentado um time misto neste domingo: “Depois que eles colocaram um homem de qualidade, conseguiram fazer o gol (Elano marcou). Mas nós temos o jogo no Morumbi e podemos reverter esse placar“.

Antes de enfrentar o Santos, no dia 20, pela Copa Sul-Americana, o São Paulo jogará no próximo domingo contra o Atlético-MG, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 15h44
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho: 1 a 0 dá chance de virada no Morumbi

Lance.net Dia 20 terá o segundo jogo
Apesar da derrota para o time misto do Santos, neste domingo, na Vila, por 1 a 0, o lateral Cicinho acredita que no jogo de volta, no Morumbi, dia 20, o São Paulo pode conseguir classificação para a "fase internacional" da Copa Sul-Americana, contra a LDU, do Equador.

- Foi uma tarde em que o time se encontrou um pouco apático. Mas o resultado de 1 a 0 nos dá a chance de reverter no segundo jogo. Ficaríamos chateados se fosse por mais gols de diferença - explicou Cicinho.

Cicinho também não considera o resultado desastroso porque o Peixe entrou em campo com apenas cinco titulares - Mauro, Paulo César, André Luis, Fabinho e Preto Casagrande - e somente no segundo tempo entraram Elano, Ricardinho e Léo.

- O Santos tem excelentes jogadores, independente de quem jogue. Os jogadores considerandos reservas tem totais condições de disputar de igual para igual com todas equipes. Eles foram mais felizes e por isso venceram o jogo - concluiu Cicinho, em entrevista à TV Record.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 12h46
[ ] [ envie esta mensagem ]



Futebol/Copa Sul-Americana - (07/10/2004 20:27:35)
Sorte dá esperanças a Grafite e ao time são-paulino
Raul F. Drewnick


São Paulo (SP) - Fazer a função de Luís Fabiano e tentar corresponder às expectativas. A missão de Grafite não tem sido fácil, mas o jogador revela estar contando com a ajuda de forças ocultas para levar o São Paulo até as primeiras colocações da tabela.

Na quarta-feira, o jogador já não acreditava mais na bola levantada por Cicinho e acabou ganhando um presente da zaga da Ponte Preta para fazer o gol da vitória do São Paulo no Moisés Lucarelli. “Centroavante precisa de sorte. Fiquei surpreso quando vi a bola sobrar limpa para eu fazer o gol”, revelou Grafite, que havia se esforçado bastante anteriormente sem obter sucesso.

Como várias vezes foi repetido nos vestiários do Moisés Lucarelli, o título nacional continua distante, mas a volta da confiança do grupo e do respeito dos adversários deixaram os são-paulinos com esperanças. “É preciso estar na hora certa e no lugar certo”, disse Grafite, que já havia atuado como homem de área no Grêmio, em 2002.

Artilheiro do São Paulo no Brasileiro, Cicinho também está impressionado com o ótimo astral da equipe nas competições que tem disputado. “Vivemos um momento de felicidade em que está tudo dando certo. Ninguém tem se machucado, não estamos perdendo jogadores e os jogos têm sido vencidos”, festejou o lateral-direito



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 14h37
[ ] [ envie esta mensagem ]



Ceni diz que Cicinho é o melhor ala do Brasil

Lance.net Goleiro acredita que colega de equipe seja o melhor em atividade no Brasil
Cicinho há algum tempo se destaca como um dos melhores jogadores do São Paulo. Agora, o ala-direita se tornou o artilheiro da equipe no Brasileiro, com oito gols. Esse destaque já faz com que o goleiro e capitão são-paulino, Rogério Ceni, defenda Cicinho na Seleção Brasileira.

- No Brasil ele é sem dúvida o melhor ala que temos. Lógico que lá fora tem o Cafu e outros. Mas se a Seleção fosse só 'Brasileira' ele era nome certo - afirmou Ceni, em entrevista à TV Bandeirantes.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 13h51
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho realiza sonho no clássico

Lateral realiza sonho de comemorar gol em cima do símbolo

O jogo contra o Palmeiras foi marcante para o lateral-direito Cicinho. Além de marcar o gol da vitória em um clássico, feito inédito em sua carreira, o ala também realizou um antigo sonho.

Comemorou seu gol em cima do símbolo do São Paulo, estampado no Morumbi.Todos os atletas são-paulinos correram para comemorar em cima do símbolo do clube.

O goleiro Rogério Ceni chutou até uma bola para a torcida na arquibancada.

– Eu iria comemorar com todos os jogadores, mas o Rodrigo e o Grafite me chamaram para ir ao símbolo. Sempre tive o sonho de comemorar um gol lá – contou Cicinho.

No primeiro turno, na derrota para o Palmeiras, o lateral havia marcado o único gol do Tricolor.

– Vivi dois momentos diferentes na partida e agradeço todos os meus companheiros, que me deram muito apoio no vestiário, durante o intervalo – agradeceu o ala.



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h58
[ ] [ envie esta mensagem ]





Especialistas dizem que Cicinho não deve ser atacante

Lance.net Veja a opinião dos colunistas do LANCE!
O lateral-direito Cicinho, artilheiro do São Paulo no Brasileirão com oito gols, deve ser o novo camisa 9 da equipe?


Paulo César Vasconcellos - Colunista do LANCE!

Não. Ele é lateral. O fato dele estar fazendo gols não significa que deve mudar de
posiçao. São coisas diferentes. Ele é eficiente no apoio ao ataque.


Benjamin Back - Colunista do LANCE!

Não. Eu colocaria na meia, dando liberdade para ele jogar. Apesar que para ser o 9 do São Paulo, hoje em dia, qualquer coisa está bom. Mas o Cicinho não tem perfil.


Paulo Vinícius Coelho - Colunista do LANCE!

Não. De jeito nenhum. Ele pode ter o Renan o protegendo pela direita para jogar como segundo homem de meio. Ele vai finalizar e chegar ao ataque como tem feito. Agora, atacante, nunca.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 22h09
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho assume papel de Luís Fabiano

Artilheiro do time no Brasileirão, ala assume papel que antes era de Luís Fabiano. Cicinho tem média de gols maior que todos os atacantes do atual elenco são-paulino
O artilheiro Luís Fabiano fez sua última partida pelo São Paulo contra o Flamengo, em 8 de agosto. A camisa 9 de Fabuloso já foi passada para muitos jogadores, como Diego Tardelli, Grafite, Rondón... No entanto, o “status” de artilheiro ficou com o lateral-direito Cicinho.

Mesmo não sendo sua principal função fazer gols, o jogador é o matador do São Paulo no Brasileirão. Marcou oito vezes. Destes, quatro foram nos últimos três jogos do torneio. Cicinho garantiu a vitória (2 a 1) contra o Palmeiras, a primeira do Tricolor em clássicos no Nacional.

O próprio técnico Leão, que chegou a substituir o atleta em seus primeiros jogos no comando do clube, reconhece que a fase é excelente. E avisa que pretende explorar cada vez mais as descidas de Cicinho.

– Tudo que o Cicinho chuta entra. Tenho que explorar isso o quanto mais eu puder – avisou Leão.

Os números de Cicinho também comprovam o alto poder ofensivo do ala. Somando os gols de todos os atacantes do atual elenco no Brasileiro, ele, com oito, fica apenas dois atrás. Sua média (0,25 gol/partida) é a maior entre os atuais atletas de frente do Tricolor neste Nacional.

Desde que Fabuloso fez seu último jogo no clube, Cicinho, ao lado do atacante Grafite, é o atleta que mais fez gols: seis, sendo um na Copa Sul-Americana. No ano, o lateral-direito já marcou 10 vezes. É o terceiro maior goleador do elenco. Perde para Luís Fabiano, com 21, e para o próprio Grafite, que fez 16.

– Estou curtindo muito este momento. Quando se trabalha duro, tudo dá certo e o resultado aparece em campo. Mas sei que vai ter jogo que não vou marcar gols. Por isso, não posso me abater – avisou o lateral-artilheiro “camisa 9” do Tricolor.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 21h58
[ ] [ envie esta mensagem ]





- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 21h49
[ ] [ envie esta mensagem ]



SP x Palmeiras -> 02/10/2004



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h44
[ ] [ envie esta mensagem ]



Depois de falha, Cicinho atinge ápice da carreira

São Paulo (SP) - Cicinho foi o nome do clássico. O jogador participou das três jogadas de gol e no final comandou a festa tricolor no estádio do Morumbi. Se no primeiro tempo, o lateral fez o pênalti que originou o gol do Palmeiras, no segundo, ele fez o cruzamento para o gol de Nildo e, nos acréscimos, foi ele também quem marcou o gol da virada.
Desde que incorporou as orientações do novo técnico Emerson Leão, o jogador atingiu o auge de sua carreira. Nos últimos cinco jogos, ele fez quatro gols e assumiu definitivamente a condição de artilheiro do Tricolor no Brasileirão (oito gols).

“Estou procurando curtir este momento na artilharia que também é inédito para mim. Marcar um gol decisivo em um clássico no último minuto também foi a primeira vez”, disse o lateral-direito, explicando porque comemorou tanto a vitória sobre o Palmeiras.

As ótimas atuações trouxeram à tona os comentários sobre seleção brasileira. Porém, o próprio técnico Emerson Leão acredita que, por jogar no Brasil, a chance do lateral com Parreira ainda vai demorar a chegar.

Após as recentes apresentações de Cicinho, o treinador são-paulino cessou com as críticas e elogiou a presença do jogador na área dos adversários. O lateral também explicou aquela turbulência inicial com Leão.

“Eu tive uma queda de rendimento em uns três ou quatro jogos. Fui contestado porque o Leão sabe da minha qualidade. Agora, estou com confiança novamente e espero continuar ajudando o São Paulo”, concluiu Cicinho.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h39
[ ] [ envie esta mensagem ]



Cicinho convence Leão com gol no final

Cicinho chegou a ser substituído em alguns jogos com Leão.
São Paulo - Se Leão ainda tinha uma ponta de desconfiança em relação à importância de Cicinho para o time do São Paulo, acabou. O desempenho do lateral foi fundamental na vitória deste sábado. A ponto de o próprio Leão sugerir um lugar para o seu jogador na Seleção Brasileira. "O Parreira está vendo muitos jogos. A Seleção Brasileira não é formada no Brasil. Essa é a maior dificuldade. O Cicinho compete com bons jogadores. Mas um dia isso pode mudar. Se o Parreira for dar uma oportunidades aos brasileiros (jogadores que atuam no Brasil), Cicinho estaria bem cotado, não tenho a menor dúvida disso".

O clássico teve duas facetas para o jogador. No primeiro tempo ele colocou em risco o futuro do time no jogo, cometendo um pênalti infantil ainda no primeiro tempo, segurando Osmar pela camisa. No segundo, se recuperou com sobras. Além de empurrar a sua equipe para o ataque, foi dele o chute que garantiu os três pontos. E com um detalhe: bateu da meia lua com o pé ruim, o esquerdo.

O chute fatal nem foi tão forte. Cicinho pegou meio torto na bola. Mesmo assim, venceu Sérgio. Também não foi acaso o posicionamento escolhido pelo jogador naquele momento da partida. É assim como costuma ser nos treinamentos, no CT da Barra Funda. Cicinho fica sempre à espera da chamada segunda bola. Normalmente, ele não desperdiça a chance. "É o trabalho. O Leão tem trabalhado muito os chutes de fora da área. Ele pede para a gente bater, incentiva o chute. Aplaude até o erro, desde que você arrisque, tente. E quando você trabalha sério, a recompensa vem".

E como a recompensa tem sido generosa com ele. O gol deste sábado foi o oitavo de Cicinho no Campeonato Brasileiro. Já é o artilheiro do time na competição, ultrapassando o atacante Grafite, que tem seis. Na temporada, fez 10 e só perde para Grafite, que tem 16 - segundo o scautt da assessoria de imprensa do São Paulo.

Marcar gols, portanto, não é um acaso. Cicinho é um lateral com características de atacante. Apóia, chuta bem e faz gols. Nas últimas quatro partidas, marcou cinco gols: contra o São Caetano pela Copa Sul-americana, contra o Grêmio, contra o Paysandu (2) e neste sábado, diante do Palmeiras. O próprio Leão, na entrevista coletiva, brincou. "Parece que todo chute do Cicinho entra".

Docilidade - Só o começo da relação não foi assim. Leão chegou ao São Paulo desconfiado em relação ao jogador. Achava que Cicinho, por apoiar demais o ataque, poderia comprometer a segurança da defesa. Chegou até a substituí-lo por Gabriel em alguns jogos. Como o reserva entrou bem, especulou-se sobre a chance de Cicinho perder o lugar na equipe.

O temperamento dócil de Cicinho foi uma arma importante para quebrar o gelo. Em momento algum o lateral se rebelou. Além de tudo, fez uma coisa que Leão adora: jamais se entregou. Continuou com a mesma aplicação. Mostrou ao técnico que não iria perder tão facilmente o seu espaço no time. E complementou o trabalho marcando gols importantes.

O deste sábado, no clássico contra o Palmeiras, foi a consagração definitiva. Depois de vencer o goleiro Sérgio, aos 47 do segundo tempo, Cicinho nem esperou pelo apito final do árbitro Sálvio Spínola. Saiu correndo em direção ao símbolo do clube e foi comemorar junto de sua torcida. Quando percebeu, tinha atrás de si Fabão, Renan, Alê, Rodrigo e Grafite. Cantaram e pularam como se tivessem acabado de conquistar um título. A sensação foi quase a mesma: "O time me deu tranqüilidade para trabalhar. Taí o retorno".


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h38
[ ] [ envie esta mensagem ]



Lúcio diz que vai fazer Cicinho correr muito
02/10 - 13h23

Lateral-esquerdo palmeirense prevê uma "disputa bonita" com o lateral-direito do São Paulo, no clássico de hoje: "Somos dois laterais modernos. Com a bola nos pés nos transformamos num atacante a mais", dizSe os técnicos Estevam Soares e Émerson Leão farão uma disputa à parte no banco, no clássico de hoje entre São Paulo e Palmeiras, no campo o desafio de Lúcio não será menos importante. O lateral palmeirense sabe que vai passar os 90 minutos duelando com Cicinho. "Vai ser uma disputa bonita. Aliás, esse é tipo do clássico que não aceita receios. É um jogo em que você não pode ser medroso".
A Cicinho, além das palavras de elogio antes da partida, Lúcio reserva muita correria. "Sei que o Cicinho é um grande lateral, que também apóia bastante. Sei que vai me fazer correr bastante atrás dele. Mas pode acreditar: também vou fazer ele correr atrás de mim".

Lúcio vê muitas de suas qualidades em Cicinho, e vice-versa. A principal diferença é na hora das conclusões. Enquanto o lateral são-paulino tem maior facilidade para bater para o gol, o passe do palmeirense é quase perfeito.

"Essa briga será interessante em todos os sentidos", acrescenta Lúcio. "Somos dois laterais modernos. Com a bola nos pés nos transformamos num atacante a mais. Isso é bom porque torna o jogo mais aberto. Sem a bola, a obrigação é outra. Temos de marcar, correr um atrás do outro. Vai ser bonito para a torcida ver essa disputa".

A nova formação do time, com Daniel atrás, Claudecir no meio-de-campo e Pedrinho no ataque, também facilitou para Lúcio. O lateral passou a ter muito mais alternativas ofensivas. Tanto poderá jogar por baixo, com Pedrinho e Osmar, como optar pelo jogo aéreo, já que Claudecir é um especialista nesse quesito.

"Isso sem falar no Osmar, que tem um bom aproveitamento em qualquer tipo de jogada, por cima e por baixo", observa Lúcio.

Além de Cicinho, o lateral palmeirense ainda recomenda muito cuidado com o atacante Grafite e com o meia Nildo. Grafite, na visão de Lúcio, é um jogador difícil de ser marcado. "Ele é alto, veloz e segura bem a bola". Já o baixo Nildo precisa ser acompanhado de perto, especialmente por ser um jogador "veloz e inteligente".

Por tudo isso - e também pelos duelos - Lúcio prevê um jogo difícil e sem prognósticos. E aposta numa partida de muita marcação aos atacantes, especialmente aqueles que costumam definir as partidas.

"Não acredito num placar elástico, mesmo com as duas equipes vindo de bons resultados", afirma o lateral. "Acho que o jogo pode ser definido numa bola parada ou na descida de um jogador de trás. Pode ser um volante, um lateral, um zagueiro..."



- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h36
[ ] [ envie esta mensagem ]



Herói, ala Cicinho comemora redenção
02/10 - 19h30

Autor do gol da virada do Tricolor, lateral descarta artilharia e divide méritos com grupo.

SÃO PAULO - O lateral Cicinho foi o principal destaque do São Paulo na vitória sobre o Palmeiras, no clássico deste sábado, no Morumbi. No primero tempo, foi ele o autor do pênalti que valeu o gol do Verdão, marcado pelo atacante Osmar. Na etapa final, no entanto, o são-paulino se redimiu e cruzou a bola para o gol de empate, marcado por Nildo, e garantiu a virada do Tricolor, no minuto final do jogo.

"A felicidade é imensa. Consegui me redimir e agora é só comemorar com os companheiros. Quero homenagear todo mundo que torce por mim. Minha família em especial. Quero comemorar com a minha namorada e com os pais dela", afirmou Cicinho.

O lateral destacou a importância de seu gol. "Estou muito feliz por ter feito o meu papel e ajudado o São Paulo. Fiz o pênalti no primeiro tempo e me recuperei, marcando o gol da vitória. Estou muito feliz", completou.

Artilheiro do time - com oito gols marcados -, Cicinho não quer o rótulo de goleador. "Artilharia não é uma meta. Quero ajudar o time e fico feliz por ter conseguido marcar hoje. Se outros jogadores fizerem os gols e a gente vencer, fico feliz do mesmo jeito".

Mesmo com todo destaque no clássico, o lateral espera esquecer o futebol, pelo menos até segunda-feira. "Agora, vou namorar um pouquinho, porque também sou filho de Deus", finalizou Cicinho.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h35
[ ] [ envie esta mensagem ]



"Não ganhei sozinho", diz Cicinho
02/10 - 19h41

O São Paulo conseguiu, nos últimos momentos do clássico, virar o jogo para cima do Palmeiras e vencer por 2 a 1. O gol foi, mais uma vez, do lateral-direito Cicinho, um dos artilheiros do Tricolor neste Brasileiro.

- Tive a felicidade de a bola sobrar no final. Meu papel foi bem feito lá atrás e na frente fiz o gol. Deus me deu esse presente- comemorou o jogador.

Cicinho, contudo, fez questão de lembrar que não foi o único que venceu a partida.

- Não fui eu que ganhei o jogo sozinho. Foi o time - completou.

O diretor de futebol do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, comemorou a vitória do seu time e fez elogios à fórmula de disputa do Brasileiro.

- Está vendo como campeonato de pontos corridos é bom? Todo jogo vale - disse o dirigente.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h33
[ ] [ envie esta mensagem ]



Na raça, São Paulo vence Palmeiras no final
02/10 - 17h03

Com gol de Cicinho, aos 47min do segundo tempo, o São Paulo obteve sua segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Nesta tarde de sábado, o time do técnico Emerson Leão venceu o Palmeiras por 2 a 1, de virada, e voltou a sonhar com uma vaga na Copa Libertadores de 2005.
O jogo
Atuando com esquemas defensivos, São Paulo e Palmeiras fizeram um início de jogo com muita marcação e poucas jogadas ofensivas. Tanto é que o primeiro lance de perigo surgiu apenas aos 13min. Nildo cruzou da direita, Danilo apareceu entre os zagueiros na área, mas chutou por cima do gol de Sérgio.

Com Élson bem marcado por Renan no meio-campo, o Palmeiras tinha dificuldade em fazer a bola chegar ao ataque para Pedrinho e Osmar, que ficavam presos na marcação dos três zagueiros adversários.

Aos 26min, o São Paulo perdeu o volante César Sampaio. Após cobrança de escanteio em favor do Palmeiras, o jogador bateu a cabeça em uma dividida com o atacante Osmar e precisou ser substituído pelo garoto Alê.

Apesar da forte marcação, o Tricolor seguia melhor em campo, principalmente nas jogadas pela direita com Cicinho e Renan. No entanto, pecava nos passes e não conseguia concluir com precisão.

O time voltou assustar aos 32min. Grafite fez boa jogada individual, invadiu a área pela esquerda e chutou forte. Sérgio, bem colocado, defendeu em dois tempos no canto direito.

Três minutos depois, o São Paulo voltou a levar perigo. Nildo bateu escateio, a defesa não conseguiu cortar, Lugano desviou e a bola sobrou sobrou para Grafite na pequena área. O atacante tentou girar, mas foi travado por Sérgio.

Sem poder ofensivo, o Palmeiras foi ao ataque com perigo pela primeira vez apenas aos 38min. E com eficiência. Marcinho pegou robote na entrada da área e chutou cruzado. A ficaria para Osmar, porém, ele foi derrubado por Cicinho na área, pênalti. Na cobrança, o próprio Osmar abriu o placar, fazendo seu 11°gol no Brasileirão.

No segundo tempo, o São Paulo chegou ao empate logo no primeiro minuto. Após cruzamento da direita de Cicinho, o zagueiro Daniel furou e a bola sobrou livre para Nildo empurrar para o gol.

Com o empate no início, o São Paulo foi para cima. Porém, continuou cometendo os mesmos erros do primeiro tempo. Chegava ao ataque, mas não conseguia caprichar no passe final. Aos 16min, Grafite recebeu livre na área e chutou por cima do gol, perdendo boa chance de virar o jogo.

Sentindo a mesma dificuldade de ligar a defesa ao ataque, o técnico Estevam Soares sacou Élson e Alceu para as entradas de Adãozinho e Diego Souza, na tentativa de melhorar o passe.

Nem mesmo as mudanças fizeram o desempenho do Palmeiras crescer. Recuado no campo defensivo, o time passou a ser pressionado pelo São Paulo. Aos 28min, Souza bateu escanteio, Lugano apareceu livre na segunda trave, mas não conseguiu cabecear e perdeu ótima chance de fazer o segundo.

Seis minutos mais tarde, o Tricolor voltou a assustar. Em um rápido contra-ataque, Grafite tocou para Souza, que invadiu a área. O meia soltou a bomba e Sérgio espalmou para fora.

Aos 47min, o São Paulo, finalmente, chegou ao segundo gol. Depois de três chutes em cima de Sérgio, Cicinho pega o rebote e se redime do pênalti do primeiro tempo, fazendo o gol da virada.



SÃO PAULO
Rogério Ceni; Rodrigo, Fabão e Lugano; Cicinho, César Sampaio (Alê), Renan, Danilo (Diego Tardelli), Nildo (Souza) e Júnior; Grafite
Técnico: Emerson Leão

PALMEIRAS
Sérgio; Baiano, Daniel, Nen e Lúcio; Marcinho, Alceu (Diego Souza), Claudecir e Élson (Adãozinho); Pedrinho e Osmar
Técnico: Estevam Soares

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Sálvio Espínola Fagundes Filho (SP)
Assistentes: Ednilson Corona e Ana Paula Oliveira (SP)
Cartões amarelos: Fabão (SP), Cicinho (SP), Claudecir (P), Pedrinho (P), Alê (SP), Grafite (SP), Lugano (SP) e Rodrigo (SP)
Gols: Osmar, aos 41min do primeiro tempo, e Nildo, a 1min do segundo tempo.


- Postado por: Equipe Cicinho Fã Clube às 00h31
[ ] [ envie esta mensagem ]